Pit Bull

O Pit Bull é uma raça muito carinhosa, inteligente e leal, porém existe muito preconceito atrelado a sua imagem.

Isso porque, ele pode ser bastante agressivo e rude quando não é educado de forma correta.

Por esse motivo, o adestramento é essencial para a melhor qualidade de vida desse bichinho.

No entanto, apesar da cara brava, de forma ampla essa raça não é perigosa e muito menos ruim.

Inclusive, eles são conhecidos por se dar bem com criança, tendo sido até mesmo considerado um cachorro babá.

Descrição da raça Pit Bull

Esse animal tem porte médio, onde a sua altura pode variar entre 35 a 60 centímetros.

Além disso, ele apresenta um físico malhado, que é bem característico da sua raça.

Por conta disso, ele precisa de muita atividade física para ter uma vida longa e saudável.

Consequentemente, o Pit Bull não é uma raça ideal para morar em locais pequenos, pois ele precisa de espaço.

No mais, a fama de mau não condiz com a realidade, pois esse cãozinho é amoroso, apegado aos donos e muito brincalhão.

Sendo assim, ele se torna uma ótima opção para quem busca um companheiro leal e divertido.

História do Pit Bull

É preciso entender que essa raça nasceu da mistura de várias outras e não se sabe ao certo quais.

Entretanto, há teorias que afirmam que esse cãozinho nasceu de diversos cruzamentos entre Bull Dog, Manchester Terriers, White e Blue.

O principal intuito na criação desse cãozinho foi para que ele se tornasse um caçador de ratos.

Além disso, ele era muito utilizado em brigas de cães, talvez daí tenha surgido essa imagem de cão feroz e perigoso.

Inclusive, existem diversas discussões entre criadores e estudiosos referentes a isso.

O que a grande parte delas acreditam é que o contexto social em que o animal está inserido faz toda a diferença na personalidade do cão.

Ainda assim, essa raça chegou aos Estados Unidos e foi então se espalhando no mundo todo.

Características do Pit Bull

Para alguns é fácil reconhecer um Pit Bull, para outros não é tão simples assim.

Em todo caso, veja abaixo algumas das principais características desse animal.

Cores

Existem muitas cores que são reconhecidas como oficiais, exceto o albino e o azulado.

Então, você vai encontrar animais dessa raça nas mais variadas cores, como:

  • Branco;
  • Preta;
  • Tigrada;
  • Cinzento;
  • Marrom;
  • Castanho;
  • Vermelho;
  • Ferrugem.

Além disso, a pelagem é lisa, bem assentada ao corpo e densa, o que faz com que ele não perca muito pelo.

Temperamento

Existem muitos relatos de agressividade por parte dos cães dessa raça e, sem sombra de dúvidas, você já deve ter ouvido algumas delas.

Todavia, grande parte das famílias que tem um Pit Bull em casa dizem que ele é um cão dócil e leal.

Isso leva a conclusão de que o espaço na qual ele está inserido faz toda a diferença no desenvolvimento do seu temperamento.

Sendo assim, é preciso criá-lo com muito respeito e amor, para que aos poucos sejam desmitificadas algumas informações sobre esse cãozinho.

Comportamento

O comportamento desse animalzinho tende a ser muito calmo e até um pouco divertido.

E por incrível que pareça, ele é ótimo com crianças, tornando-se amigos inseparáveis.

Todavia, esse tipo de relação pode gerar uma proteção e ciúmes exagerado.

Agora com estranhos é preciso um certo cuidado, pois ele pode se mostrar defensivo ao extremo.

Em função disso, adestramento para que o cãozinho se torne mais dócil possível é recomendado.

Para além disso, esse cachorro não é de latir muito e nem mesmo tem o hábito de destruir as coisas dentro de casa.

Então, se você quiser cria-lo dentro de um apartamento, não é necessário se preocupar com latido.

Entretanto, lembre-se que esse é um cão de médio porte e musculoso, logo ele precisa de atividades físicas constante.

Cuidados com o Pit Bull

Os cuidados com o Pit Bull não são muitos, veja os principais abaixo.

Limpeza dos dentes e olhos

É importante criar o hábito de escovar os dentes do seu animal de estimação desde pequeno.

Assim, você evitará que ele sofra com tártaros e outros problemas que podem acarretar na perda dos dentes.

Além disso, é necessário fazer a limpeza dos olhos desse cãozinho, que pode ser realizado com soro e algodão.

Escovação

A escovação é necessária constantemente, já que ele tende a sofrer com problemas de pele.

Alimentação

A alimentação precisa ser de qualidade, pois esse é um animal que come muito.

Dessa forma, você deve ter cuidado para que ele não engorde, tornando-se obeso.

Saúde

O Pit Bull pode apresentar diversos problemas de saúde que tem origem nas diversas alterações genéticas que ele sofreu ao longo da sua origem.

Ouvidos

É possível que ele apresente surdez lateral ou bilateral por conta da genética.

Quadril

Doenças no quadril também é comum, o que causa muita dor e afeta a mobilidade do cão.

Pele

Ele ainda pode sofrer com alergia, por isso é necessário estar sempre atento a coceiras, por exemplo.

Olhos

Ainda é possível que ele desenvolva catarata hereditária, o que pode levar a cegueira.

Preço

Ficou desejado ter um Pit Bull na sua família? O preço desse cão varia entre R$ 600,00 até R$ 4.000,00.

A dica então é pesquisar bastante para conseguir o melhor preço pelo seu amiguinho.

Curiosidade

Abaixo você fica a par de algumas das principais curiosidades sobre essa raça:

  • Por muito tempo essa raça ficou conhecida com cão babá;
  • O nome Pit Bull pode se referir a várias raças, como american pit bull terrier, o american staffordshire terrier e o staffordshire bull terrier.

Conclusão

O Pit Bull pode ser um ótimo companheiro, basta que você deixe de lado os preconceitos e passe a tratá-lo com muito amor e carinho.

Pinscher

Sem sombra de dúvidas você já deve ter visto ou até mesmo ouvido falar da raça Pinscher, não é mesmo?

Esse animal é muito conhecido, especialmente por conta do seu comportamento energético e bravo.

Afinal, essas são características muitos peculiares quando se fala de um cão pequeno, como é o caso dessa raça.

Entretanto, para além desses detalhes, esse animal é bastante leal aos seus donos, sendo considerado bastante carinhoso.

Além disso, esse é o cão ideal para quem mora em apartamento e deseja ter um novo companheiro.

À vista disso, conheça um pouco mais sobre o Pinscher, pois informações é o que não vai faltar.

Descrição da raça Pinscher

O Pinscher é um cão de pequeno porte, onde a sua altura varia entre 30 a 35 centímetros, por isso são chamados de cão miniatura.

O seu pelo é curto, o que torna fácil o cuidado no dia a dia, especialmente para quem não tem tempo.

A sua aparência é de um cão musculoso, elegante e com olhos extremamente brilhantes.

Além disso, essa é uma raça de animal muito energético, o que faz com que ele não seja para qualquer dono.

Afinal de contas, eles tendem a latir bastante por conta disso, o que pode se tornar desagradável em algumas ocasiões.

No entanto, quem busca um cão corajoso, companheiro, leal, animado e inteligente, vai adorar ter essa raça ao seu lado.

História do Pinscher

O Pinscher é animal que tem como parente próximo o Schnauzer e sua origem é datada no século 15.

Conta-se que naquela época esses cães eram usados por agricultores para controlar as pragas de roedores ao redor das granjas.

Por causa disso, muitas pessoas acreditam que essa raça tem como antepassado o Terrier.

Em contrapartida, outros acreditam que eles têm origem do Rat Pinscher, uma raça já extinta.

Entretanto, existem diversas histórias relacionadas a origem dessa raça, o que acaba gerando uma certa confusão.

Em todo caso, estamos falando de um animal que teve a sua importância durante a história e se encontra até mesmo presente em pinturas renascentistas.

Características do Pinscher

É de conhecimento geral que essa raça apresenta características físicas que o tornam extremamente conhecido e listamos algumas delas abaixo.

Cores

O Pinscher pode se apresentar em diversas cores, como:

  • Vermelho;
  • Vermelho com chocolate;
  • Vermelho com preto.

Essa coloração acaba dando ao animal um aspecto brilhoso, que acaba se destacando e chamando atenção facilmente.

Temperamento

O temperamento desse cãozinho sempre dar o que falar, já que ele tende a ser um animal de personalidade forte e determinada.

Por esse motivo, ele consegue de forma fácil dominar o ambiente, se tornando o centro das atenções.

Sem contar que ele tem um temperamento também energético, o que pode fazer com que ele se torne agressivo.

Sendo assim, é primordial que você comece a adestrá-lo desde cedo para que seja possível controlar mais facilmente esse aspecto.

Comportamento

Apesar de tudo que foi citado acima, estamos falando de um cão bastante afetuoso, muito companheiro e carinhoso.

Inclusive, ele ama crianças, mas é preciso ter sempre alguém supervisionando esse contato entre eles.

Isso porque, esse animalzinho acaba tendo brincadeiras que podem ser consideravas muito perigosas para crianças pequenas.

Já com estranhos, ele é bem tímido, mas nada que um carinho não o faça mudar completamente.

Outra característica muito marcante do seu comportamento é a tendência em latir demais.

Todavia, essa é apenas uma maneira que ele encontra de mostrar ao seu tutor todo amor que ele tem.

Cuidados com o Pinscher

O Pinscher é uma raça que necessita de alguns cuidados especiais. Veja os principais abaixo.

Unhas

Por ser muito ativo, é importante que o dono corte as unhas desse bichinho constantemente.

Dessa maneira, será possível evitar eventuais problemas.

Frio

Estamos falando de uma raça muito sensível ao frio, então são necessários cuidados.

Em épocas mais geladas é ideal que você utilize roupinhas nele para que ele fique aquecido.

Carinho

É um animal que precisa de muito carinho, por isso não pode ser deixado sozinho por muito tempo.

Além disso, ele ama muito colo, então deixe-o ficar com você um tempinho e faça carinho nele.

Saúde

O Pinscher é considerado uma raça saudável moderadamente, mas alguns problemas de saúdes podem acontecer.

Articulações

A raça pode sofrer com alguns problemas nas articulações, especialmente no quadril.

Joelho

Problemas no joelho são recorrentes, especialmente por se tratar de uma raça de pequeno porte.

Sendo assim, esteja atento a forma com que esse animal caminha, assim é possível levá-lo ao veterinário em caso de algum problema.

Preço

Se você quer adquirir um bichinho de estimação dessa raça, saiba que o seu preço varia de R$ 500,00 até R$ 4.000,00.

A recomendação é que você pesquise bastante para escolher um local com o melhor preço.

Curiosidade

Existem algumas curiosidades interessantes sobre essa raça, veja:

  • Esse bichinho já foi conhecido como “anão mordedor”;
  • Ele é hoje a terceira raça mais popular no Brasil;
  • Ele vai sempre andar atrás de você, então cuidado para não pisá-lo.

Conclusão

É impossível não se apaixonar por essa raça, pois eles são amorosos e adoram brincar com seus donos.

Dessa forma, ao decidir adotar um Pinscher você não vai se arrepender jamais.

Maltês

O Maltês é uma raça de cachorro muito conhecida, especialmente por causa da sua pelagem macia e do porte pequeno.

Dessa forma, ele pode ser um animal ideal para quem vive em apartamento e deseja ter um companheiro.

Além disso, ele é brincalhão, inteligente, dócil e adora fazer amizade com todo mundo.

No entanto, ele não é para qualquer dono, isso porque ele é um cãozinho cheio de energia.

Sendo assim, se você tem interesse em ter um cachorrinho dessa raça, veja mais informações sobre ele abaixo.

Descrição da raça Maltês

O Maltês é uma das raças mais antigas do mundo, ou seja, ele vem encantando a humanidade há muito tempo.

Afinal de contas, ele é pequeno, adora um colo e tem uma beleza de derreter qualquer coração.

Como já foi dito, esse é um bichinho de pequeno porte, tendo entre 20 a 25 centímetros de altura.

Apesar disso tudo, ele é um ótimo cão de competição, sendo usado até mesmo como animal de terapia.

Por ser uma raça muito energética, acaba por se tornar teimoso, o que requer adestramento baseado na recompensa.

História do Maltês

Existem diversos registros que indicam que essa raça já existia há pelo menos 28 séculos.

Só para se ter uma ideia, esses bichinhos já apareceram nas esculturas, pinturas e até mesmo nas cerâmicas gregas datadas do século V.

Todavia, a raça como hoje é conhecida nasceu em Malta, já que eles viviam na ilha do mar mediterrâneo.

Embora hoje ele seja chamado por Maltês, antes ele era denominado de outras maneiras, como:

  • Cão leal Maltês;
  • O spaniel gentil;
  • Bichon;
  • Maltês terrier.

Inclusive, tratava-se de um cão muito requisitado na realizada, exatamente por conta do seu temperamento brincalhão e seu pelo macio.

A raça se espalhou pela América após ter sido comercializada entre os marinheiros para que ele se tornasse cão de companhia.

Dessa forma, esse cãozinho conquistou o mundo todo e hoje é um dos mais desejados.

Características do Maltês

Existem características que são bem especificas dessa raça. Veja abaixo.

Cores

Esse bichinho não apresenta qualquer variação de cor, a pelagem é sempre curta e branca.

Entretanto, existem alguns casos em que ele apresenta um nuance em marfim, com pelos mais escuros nas patas e orelhas.

Além disso, sua pelagem é sedosa, brilhante, lisa e macia, podendo então ser longa ou ter uma tosa especifica.

Temperamento

Como já foi dito, esse é um cachorro com temperamento enérgico, gosta de brincar, correr e se divertir.

Por causa disso, ele adora ser o centro das atenções e não vai medir esforços para agradar a todos.

Para além desse aspecto, o Maltês é um cão gentil e inteligente, que adora conviver com todos.

Entretanto, podem ser apresentar teimosos, o que faz com que o adestramento se torne necessário.

O ideal é o treino baseado na recompensa, também chamado de reforço positivo e repetitivo.

Comportamento

O comportamento desse cãozinho é sempre diplomata, o que leva ele a se dar bem com todos.

À vista disso, ele é ideal para casa com crianças e idosos, já que ele adora brincar e é carinhoso.

Além disso, ele apresenta um bom comportamento até mesmo com estranhos.

Apesar disso tudo, esse é um cão muito corajoso e pode apresentar problemas quando conviver com animais de porte maior.

Portanto, é essencial que você monitore a interação dele com outros bichinhos.

É válido frisar que esse é um cãozinho que late muito, o que pode ocasionar alguns problemas com seus vizinhos.

Sem contar que eles podem se tornar destruidores caso fiquem sozinhos por muito tempo.

Desse modo, caso o dono se ausente por muito tempo é provável que ao chegar em casa o sofá esteja destruído.

Cuidados com o Maltês

Não existem muitos cuidados necessários quando se fala dessa raça, mas é preciso estar atento a alguns.

Escovação dos pelos

Para que o pelo fique macio e branco, o recomendado é que haja uma escovação diária.

Assim, você será capaz de evitar que os fios fiquem embaraçados.

Limpeza das unhas e dentes

É importante fazer a limpezas unhas e dentes para que o animalzinho fique sempre saudável.

Saúde

Existem alguns problemas que são típicos dessa raça, então é necessário estar a par deles.

Coração

O Maltês pode apresentar uma doença cardíaca ocasionada pela persistência do canal arterial.

Assim sendo, se ele apresentar cansaço, dificuldade para respirar e perda de peso repentina, leve-o ao veterinário.

Obesidade

É importante que você leve esse animalzinho para fazer atividades físicas, pois ele tem tendência a obesidade.

Preço

Você quer ter esse cachorro brincalhão e divertido em casa? Saiba que o preço dele varia entre R$ 2.000,00 até R$ 5.000,00.

A recomendação é pesquisar bastante para adquirir um Maltês com um preço melhor.

Curiosidades

Existem algumas curiosidades relacionadas a esse animalzinho, veja:

  • Essa é uma raça adorada pelos egípcios, inclusive eles têm uma estatueta com a representação desse cãozinho;
  • Esse cãozinho é um dos mais adorado pelas celebridades;
  • Diversos pintores incluem essa raça em retratados de mulheres bonitas.

Conclusão

Gostou do que leu sobre o Maltês? Então, não perca tenha e tenha esse bichinho como seu companheiro.

lhasa Apso

O lhasa Apso é uma raça bastante alegre, cheio de segurança, companheiro, charmoso e discreto.

Entretanto, ele tende a se apegar apenas a uma pessoa, ignorando assim as demais.

Todavia, com adestramento é possível fazer aflorar mais ainda o lado doce desse cãozinho.

Dessa forma, ele prefere viver calmamente, gostar de estar por perto, mas não obrigatoriamente de contato físico.

Sendo assim, fica evidente que existem muitos detalhes referentes a essa raça e abaixo você encontra todas essas informações.

Descrição da raça lhasa Apso

Esse cão é considerado de pequeno porte, apresentando cerca de 23 a 25 centímetros de altura no máximo.

Sua pelagem é bem longa, o que faz com que ele seja muito bonito visivelmente, mas requer manutenção.

Além disso, ele é um cão muito alegre e divertido, mas não tende a ser receptivo com pessoas estranhas.

Sem contar que é extremamente ciumento, especialmente quando se trata dos seus brinquedos e alimentos.

Sendo assim, fazer o adestramento desse animal é extremamente importante para evitar alguns probleminhas.

História do lhasa Apso

O lhasa Apso tem origem das montanhas do Tibete, onde foi criado pelos monges budistas para serem responsáveis por guardar os templos da região.

Por cuidarem desses locais sagrados, esses cães não eram vendidos com os demais.

Entretanto, em alguns casos eles eram dados de presentes para as famílias chinesas do período imperial.

Embora não se saiba ao certo a origem dos antepassados dessa raça, alguns acreditam que ela é originária dos lobos das montanhas.

Por ser uma região muito fria, o lhasa consegue suportar temperaturas muito baixas.

Em 1933 um naturalista chamado de Suydam Cutting visitou Dalai Lama e ganhou dele dois cãezinhos dessa raça.

Dessa maneira, ele fez a difusão do lhasa Apso por toda a América do Norte e assim ele vem ganhando espaço no mundo todo.

Características do lhasa Apso

Você já deve ter percebido que existem características bem especificas dessa raça, certo? Então, veja algumas delas abaixo.

Cores

Esse bichinho apresentam as cores mais diversas possíveis, que vão desde o preto até o dourado.

A medida que vão envelhecendo, a pelagem vai clareando em alguns lugares.

Desse modo, é normal que os pelos das orelhas e do rosto se torne mais escuro do que os pelos do corpo.

Temperamento

Essa é uma raça de cachorro com um temperamento muito peculiar e diferente.

Isso porque, o seu humor pode mudar bastante e em pouco tempo.

Por exemplo, em alguns instantes ele pode ser amigável, já em outro ele passa a ser mais possesivo.

Por conta dessa característica, ele não é recomendado para conviver com crianças pequenas.

A mesma coisa é com estranhos, esse animal não é nada receptivo com quem ele não conhece.

À vista disso, é essencial que você faça o adestramento desde cedo para controlar um pouco o temperamento dele.

Além disso, esse bichinho tende a parecer muito indiferente, o que pode acabar deixando alguns donos desconfortos.

Todavia, essa é a maneira que o lhasa Apso encontra para demonstrar toda a sua independência.

Comportamento

Uma característica muito marcante do comportamento do lhasa é a tendência de latir quando se sente ameaçado.

Aliás, nem mesmo o adestramento é capaz de conter totalmente esse instinto.

Afinal de contas, essa é uma raça que foi utilizada há muito tempo como cão de guarda.

Entretanto, esse bichinho não tende a ser muito agitado, o que pode ser extremamente positivo para quem mora em apartamento.

Cuidados com o lhasa Apso

Existem alguns cuidados especiais que você precisa ter com um cão da raça lhasa Apso.

Pelos

Por ter uma pelagem longa e abundante, é essencial que você faça a escovação diária.

Em alguns casos manter o pelo curto é uma boa alternativa para evitar esse trabalho constante.

Escovação dos dentes

É preciso escovar os dentes desse animal para evitar problemas com inflamação de gengiva e tártaro.

Banhos

O banho precisa acontecer semanalmente ou quinzenalmente para que o animal fique saudável e bonito.

Saúde

Existem alguns problemas de saúde que são facilmente desenvolvidos pelos cãezinhos dessa raça. Veja!

Olhos

É comum que esse bichinho de estimação apresente conjuntivite, então fique de olho nele.

Joelho

Luxação do joelho também é um problema comum para cães dessa raça, o que pode acarretar em dores e dificuldade de se mover.

Pele

Problemas de pele também acontecem, especialmente a dermatite que é comum no lhasa.

Assim sendo, se o seu cachorro começar a se coçar e lamber de maneira constante, leve-o ao veterinário.

Preço

Gostou da raça e quer ter um animalzinho desse como seu companheiro?

Bom, o preço para ter um lhasa Apso varia bastante, você pode encontrá-lo por R$ 500,00 até R$ 3.000,00.

Curiosidades

Existem algumas curiosidades bem interessantes ligadas a esses bichinhos:

  • Por ser criado por monges, muitos acreditam que esse animal era a reencarnação dos sacerdotes dos templos;
  • O Floquinho, cão do Cebolinha da Turma da Mônica, é um lhasa Apso.

Conclusão

Gostou do que leu sobre o lhasa Apso? Então, você já pode procurar adquirir um para se tornar seu companheiro.

Labrador

O Labrador é considerado um cão muito simpático, o que acaba por cativar todos ao redor.

Sem contar que é uma raça que gosta de agradar todo mundo, trazendo bastante felicidade para a casa.

Todas essas características unidas com a lealdade desse bichinho, torna ele ideal para oferecer suporte as pessoas com necessidades físicas.

Dessa forma, essa é um animalzinho bastante popular que conquista cada vez mais corações.

Se você ficou interessado em ter um cão desse como companheiro, veja mais informações sobre ele abaixo.

Descrição da raça Labrador

O Labrador é um cão de grande porte, que tem entre 55 a 62 centímetros de altura.

Essa é uma raça muita gentil, inteligente e ótima para conviver com a família.

Além desses aspectos, esse cão é também muito ágil e consegue se adaptar facilmente a qualquer situação.

Por essa razão, ele é muito utilizado com cão guia e até mesmo nos trabalhos de busca e resgate.

Sem contar que são fieis, muito obedientes e inteligente, ou seja, tudo que você sempre sonhou.

Entretanto, ele não é para qualquer lar, pois precisa de espaço para poder correr e brincar.

Desse modo, o Labrador não é uma raça indicada para morar em apartamentos pequenos.

História do Labrador

Os primeiros labradores eram cães de água, daí a paixão dessa raça por piscina, mar, rios, etc.

Esses cães faziam diversos trabalhos, como caçar peixes, puxar pequenos barcos de pescas das águas geladas e, claro, ajudando os pescadores a nadar caso precisassem.

Todavia, por conta dos altos impostos da época, essa primeira raça acabou desaparecendo.

Porém, um grupo de labradores acabou sendo levado para Inglaterra e foi lá que a ração deu continuidade.

Além disso, foi também na Inglaterra que o Labrador a reputação de ser um ótimo cão de caça de montanha.

No começo de tudo os criadores davam preferências para os animais dessa raça de cor preto.

Ao longo do tempo, especialmente no começo de 1900, outras cores também passaram a ser aceitas.

Características do Labrador

Abaixo você encontra as principais características que são bem particulares dessa raça.

Cores

As cores padrão desse animal são:

  • Chocolate;
  • Amarela;
  • Preta.

Normalmente, os que têm pelagem preta acaba não apresentando muita variação de cor.

Todavia, os de pelagem amarela sofrem variação, podendo ter uma cor creme claro até o vermelho, que é característico da raposa.

Além disso, os que tem a pelagem marrom podem apresentar uma variação entre a cor mais clara ou mais escura.

Lembrando ainda que o pelo desse animal é curto e impermeável, o que requer uma escovação diária.

Temperamento

Como já foi dito, essa é uma raça de cães amigáveis, que adoram agradar a todos, tornando-se assim ótimas companhias.

Além disso, apresentam um temperamento gentil e dócil, que é uma marca registrada desse cãozinho.

Sem contar que é um animal muito inteligente, sociável e brincalhão, principalmente quando filhote.

Por causa desse temperamento, eles são ótimos para conviver com família onde há crianças.

Além disso, ele é tolerante com estranhos e até mesmo outros cães, gatos e até mesmo coelhos.

Sendo assim, ele é considerado um bichinho “boa praça”, que gosta de se dar bem como todo mundo.

É importante ainda frisar que essa é uma raça agitada, por isso é sempre bom levá-lo para passear e se exercitar.

Comportamento

O comportamento do Labrador pode ser descrito de forma fácil como amigável.

Todavia, ele pode se tornar um cão destruidor, exatamente por ser brincalhão e ter muita disposição.

À vista disso, não é recomendado deixá-lo sozinho por tempo demais, pois ele adora companhia.

Caso fique sem contato com as pessoas por muito tempo, ele pode gastar a energia mordendo e roendo os móveis.

É claro que o adestramento pode ser uma solução para esse tipo de situação, amenizando então esse hábito.

No mais, o labrador não tem o comportamento de latir muito, late apenas quando é extremamente necessário.

Geralmente, ele faz isso quando precisa informar que encontrou alguma coisa ou para alertar o dono de algum perigo.

Porém, por ter uma personalidade dócil, ele não considera estranhos inimigos.

Desse modo, ele não é uma raça recomendada para ser cão de guarda, por exemplo.

Cuidados com o Labrador

O Labrador não é um cão que precisa de muitos cuidados, mas existem alguns aspectos importantes. Veja!

Escovação do pelo

Por ter o pelo impermeável, é importante que a escovação aconteça diariamente, evitando assim a descamação da pele.

Corte das unhas

As unhas desse bichinho crescem rápido, então é preciso cortá-las para evitar o acúmulo de sujeira.

Limpeza das orelhas

As orelhas também precisam ser verificadas constantemente, prevenindo assim infecções.

Saúde

Existem alguns problemas que são bem comuns entre os cachorros dessa raça. Veja!

Quadril

Problemas no quadril pode acontecer, o que acaba gerando dor e problema de mobilidade para o cãozinho.

Obesidade

A alimentação saudável, levando em consideração o tamanho e a idade do animal são essenciais.

Isso porque, ele tende a sofrer com obesidade, por isso é importante se atentar a esse aspecto da saúde dele.

Preço

Você consegue comprar um labrador por R$ 400,00 até R$ 2.000,00 nos principais sites de vendas do Brasil.

É claro que você pode pesquisar antes de adquirir um, conseguindo assim o melhor preço.

Curiosidades

Veja as principais curiosidades ligadas a essa raça:

  • Esse cão tem um faro excepcional, por isso é muito utilizado em resgate de pessoas e no farejamento de drogas;
  • O Labrador é um excelente nadador.

Conclusão

Viu como o Labrador é uma excelente opção de companheiro para você e a sua família?

Chow Chow

O Chow Chow é uma raça de cão bastante famoso por causa da sua língua azul.

Além disso, ele apresenta uma juba que lembra a de um leão, sendo assim considerado um dos animais mais exóticos do mundo todo.

Por causa de todas essas características físicas, em um primeiro momento é normal ficar apaixonado por esse cãozinho.

Contudo, quando você conhece mais ainda desse bichinho, mais vontade de ter um como companheiro você terá.

Descrição da raça Chow Chow

Essa é uma raça de cão de médio porte, chegando até 43 a 50 centímetros de altura no máximo.

A sua pelagem é dupla, o que faz com que ele se torne visivelmente bonito elegante.

E para além de todas essas descrições físicas, esse cãozinho é bastante leal, reservado e muito dono de si.

Portanto, é importante que você aprenda a impor a sua autoridade para que ele não se torne desobediente.

A boa notícia é que o adestramento para esse bichinho é muito fácil, já que ele é bastante obediente.

História do Chow Chow

A raça Chow Chow tem o seu registro mais antigo nas esculturas e cerâmicas da Dinastia Han, um governo da China que ocorreu em 205 a.C e 22 d.C.

Todavia, alguns cientistas e historiadores acreditam que esse bichinho tem a sua origem bem mais antiga, vindo da Mongólia e da Sibéria.

Em todo caso, esse cão executava diversas tarefas na China, fazendo a guarda, tração do campo e até mesmo sendo cachorro de briga nas rinhas.

Através do comércio entre China e Inglaterra é que essa raça foi chegando em terras europeias, atraindo muita gente.

Afinal de contas, a sua aparência é bastante peculiar e dificilmente se ver outro bichinho igual a ele.

Inclusive, a sua ancestralidade é um mistério, mas existem especulações de que essa raça teria sido resultado do cruzamento entre o Spitz e o Mastim Tibetano.

Características do Chow Chow

Existem algumas características que fazem com que o Chow Chow seja facilmente reconhecido.

Cores

Essa raça tende a apresentar cores mais uniformes, como:

  • Vermelho;
  • Creme;
  • Azul;
  • Preto;
  • Castanho.

É claro que existem algumas nuances entre essas colorações, mas eles são mais raras.

A sua pelagem é dupla, onde o subpelo é mais liso, cheio e macio. Já a pelagem de baixo tende a ser mais dura e espessa.

Além disso, no pescoço o pelo é bem mais denso, oferecendo a esse animalzinho uma espécie de juba.

Temperamento

Existem muitos adjetivos que podem representar o temperamento dessa raça, como:

  • Independentes;
  • Teimosos;
  • Distantes;
  • Reservados;
  • Inteligente.

Embora seja um animal de aspecto fofo, ele não gosta de ser abraçado por crianças e nem desconhecidos.

Por causa disso, é importante que você faça o adestramento desse cãozinho ainda quando filhote.

Dessa maneira, ele saberá lidar melhor algumas situações, se tornando até mesmo um pouco sociável.

Comportamento

O comportamento do Chow Chow é muito incompreendido, já que ele é um cãozinho sério.

Dessa maneira, ele é um animal comportado, que não apresenta comportamento destrutivo e só late quando é extremamente necessário.

Desse modo, ele pode ser um cão que consegue se adaptar facilmente a apartamento pequeno, mas esse não é o local ideal para ele.

Além disso, é válido frisar que esse bichinho não suporta castigos físicos, já que ele espera ser tratado com respeito.

Sendo assim, se você adotar esse tipo repreensão com esse bichinho é bem provável que ele resposta a esse tratamento da mesma forma.

Cuidados com o Chow Chow

Existem alguns cuidados essenciais que você deve ter caso queira ter um Chow Chow como companheiro.

Escovação dos pelos

A escovação dos pelos deve acontecer de modo diário, evitando assim problemas com emaranhamento.

Atividade física

Manter esse cão ativo é importante para que ele tenha uma vida mais longa e saudável.

Banhos

Os banhos precisam ocorrer toda semana, sendo importante secá-los para que não haja acúmulo de umidade.

Limpeza das unhas e orelhas

Além de todos esses cuidados que foram citados acima, você precisa fazer a limpeza das unhas e orelhas do seu bichinho.

Afinal, dessa maneira você estará prevenindo que ele sofra com problemas de infecção.

Saúde

Assim como toda raça, existem algumas doenças que são típicas do Chow Chow. Veja as principais!

Quadril

Problemas no quadril é típico de cão de médio porte e geneticamente modificado.

Então, esteja sempre atento a forma com que seu bichinho anda para prestar socorro caso seja necessário.

Olhos

Problemas de saúde nos olhos que levam a cegueira são bem comuns nessa raça.

Sendo assim, fique atento aos olhos do seu cachorro e caso perceba algo estranho leve-o ao veterinário.

Pele

É comum também problemas com dermatites, que a principal causa é a falta de ventilação e a umidade.

Preço

O preço do Chow Chow varia bastante, você pode encontrá-lo entre R$ 1.000,00 até R$ 3.000,00.

A recomendação é pesquisar bastante antes de adquirir esse cãozinho.

Curiosidades do Chow Chow

Veja algumas das principais curiosidades dessa raça:

  • A língua desse bichinho começa a ficar azul a partir dos 6 meses e não se sabe ao certo o motivo;
  • Ele é uma das mais antigas raças de cães existentes.

Conclusão

Viu como Chow Chow é um cão bem peculiar? Em todo caso, ele é um ótimo companheiro e bastante leal.

Chihuahua

O Chihuahua é a menor raça de cachorro do mundo todo, o que acaba chamando bastante atenção.

Entretanto, não se engane, mesmo sendo pequeno, esse cãozinho tem uma animação impressionante.

Por causa disso, eles são ótimos para conviver em família, já que adoram brincar e se divertir.

Sem contar que são bastante apegados aos seus donos, apresentando uma personalidade única e diferenciada.

Ficou com vontade de ter um animalzinho dessa raça? Veja mais informações sobre ele abaixo.

Descrição da raça Chihuahua

Como já foi dito, esse é um cachorro de pequeno porte, tendo cerca de 15 a 23 centímetros de altura no máximo.

Apesar do seu tamanho, esse cãozinho é bastante inteligente, leal e corajoso.

Entretanto, ele não se dar muito bem com estranhos e, às vezes, pode não conviver bem com crianças.

É claro que esse aspecto pode ser melhorado com ajuda do adestramento, que se faz bastante necessário por diversos motivos.

Isso porque, o Chihuahua é um animal de temperamento complicado e difícil, podendo até mesmo se tornar atrevido.

Sendo assim, educá-lo desde filhote é primordial para que ele controle a agressividade e se torne mais obediente.

História do Chihuahua

Esse bichinho leva esse nome porque nasceu no estado mexicano de Chihuahua.

Mesmo tendo uma história intrigante, algumas evidências mostram que os cachorros dessa raça descendem do techichi, que vivia na região em meados de 300 a.C.

Para se ter uma ideia, esse cãozinho chamado de techichi era muito pequeno e utilizado em cerimônias de sacrifício.

Dessa forma, quando alguém falecia, o cachorro então era sacrificado juntamente.

Isso porque, a religião tolteca acreditava que o animal era capaz de guiar a alma para ter paz.

A principal teoria que se acredita é que o Chihuahua é oriundo da China, tendo sido levado para o Ocidente através dos comerciantes.

Apesar dessa história sinistra, essa raça tem uma legião de fãs e cada vez mais se torna popular.

Características do Chihuahua

Abaixo você encontra algumas das principais características dos animais dessa raça.

Cores

Existem várias cores que estão presentes nesses bichinhos, como:

  • Branco;
  • Preto;
  • Chocolate;
  • Vermelho;
  • Creme.

Ás vezes acontece uma mistura de todas essas cores, tornando ele ainda mais bonito.

Além disso, é possível encontrar cachorros dessa raça com pelo grande ou curto.

Temperamento

O Chihuahua é um cãozinho bastante gentil, alegre e resistente, além de ser muito charmoso e fofo.

Dessa maneira, ele consegue atrair a atenção de todos facilmente, porém são sempre devotos e leais aos seus donos.

Isso significa que ele não é muito aberto a contato com pessoas estranhas ou desconhecidas.

É importante frisar que essa é uma raça de inteligência acima da média, ou seja, ele aprende rápido e é bastante seguro de si.

Além disso, são muitos animados e podem apresentar um comportamento agressivo.

Por conta disso, adestramento se faz extremamente necessário para que ele se torne um pouco mais obediente.

Comportamento

Embora tenha um comportamento dócil, esse cãozinho é bastante reservado e muito ciumento.

A raça também pode ser destruidora, especialmente quando filhote, por isso precisam ser educados desde cedo.

Afinal, estamos falando de um animal muito agitado, que adora correr e brigar até cansar.

No geral ele não late muito, tornando-se assim um cão ideal para morar em apartamentos.

Com crianças é necessário um certo cuidado, já que eles podem interpretar certas brincadeiras como provação.

Consequentemente, tentará se defender, o que pode machucar os pequenos.

Sendo assim, caso você tenha criança em casa e queira adotar um Chihuahua, esteja sempre supervisionando a interação entre eles.

Cuidados com o Chihuahua

Como toda raça, existem alguns cuidados que são importantes para que ele tenha uma qualidade de vida melhor. Veja!

Escovação dos pelos

A escovação dos pelos precisam acontecer uma vez na semana, assim ele não terá problemas de pele.

Limpeza dos dentes

É importante escovar os dentes do seu Chihuahua, pois ele pode apresentar problemas na gengiva e tártaro.

Temperatura

Esse cãozinho é muito sensível ao frio, por isso não pode dormir fora de casa.

Portanto, utilize mantinhas e roupinhas para que ele fique aquecido durante o frio.

Saúde

Essa raça tende a ser bem saudável, não é à toa que são capazes de viver mais de 20 anos.

Porém, como todo cãozinho, ele acaba sendo propenso a certos problemas de saúde.

Infecções

Os dentes, ouvidos e olhos do Chihuahua podem ser propícios a ter infecções, então é importante fazer a limpeza dessas regiões.

Joelho

Esse animal de estimação também pode apresentar luxação no joelho, que é uma doença comum em cachorros de pequeno porte.

Preço

O preço dessa raça sofre uma variação impressionante, sendo que você pode encontrá-lo por R$ 1.000,00 até R$ 8.000,00.

A dica é sempre pesquisar bastante para adquirir um Chihuahua por um preço mais em conta.

Curiosidades do Chihuahua

Veja algumas das curiosidades desse bichinho:

  • Existem mais de 40 cores reconhecidas para essa raça de cachorro;
  • Esse cãozinho é muito cotado para participar de filmes, já que tende a conquistar facilmente o público;
  • Paris Hilton, uma socialite conhecida, tinha uma Chihuahua que se tornou bastante famosa. Só para se ter uma noção o animal aparecia em programa de TVs, eventos e campanhas publicitárias.

Conclusão

Agora que você conhece tudo sobre o Chihuahua, já está apto então para ter uma e cuidar corretamente dele.

Bulldog Inglês

O Bulldog Inglês é muito conhecido pela sua cara de mau que nada condiz com a realidade.

Isso porque, ele é um cãozinho muito afetuoso, que adora demonstrar todo o seu amor para os seus donos.

Além disso, ele também apresenta um temperamento dócil, divertido e brincalhão.

No entanto, ele pode ser um pouco teimoso, exigindo paciência e adestramento.

Em todo caso, conheça um pouco mais sobre essa raça antes de ter um como companheiro.

Descrição da raça Bulldog Inglês

O Bulldog Inglês é um cachorro de porte médio, tendo entre 35 a 38 centímetros de altura.

A sua aparência é robusta e musculosa, o que pode levar a acreditar que ele é um animal feroz.

Entretanto, com o passar dos anos a sua personalidade foi sofrendo alterações e hoje ele é totalmente dócil.

Além disso, ele adora brincar e tem uma energia impressionante quanto filhote.

Entretanto, a medida que vai crescendo e amadurecendo, ele se torna preguiçoso, preferindo apenas observar de longe as interações.

História do Bulldog Inglês

A história dessa raça não é muito nítida, há muitas especulações e não se sabe ao certo o que é verdade ou não.

Todavia, alguns pesquisadores acreditam que esse animal teve origem dos mastiffs, na Ásia.

Eles acreditam que os nômades antigos trouxeram essa raça junto de si assim que chegaram na Europa.

Porém, existem aqueles historiadores que acreditam que a origem da raça vem de uma espécie já extinta.

Em todo caso, sabe-se que esses cãozinhos são corajosos, muito forte e capazes de suportar dores.

Isso porque, durante muito tempo eles eram utilizados em uma espécie de esporte sangrento de luta contra touros.

Após a extinção desse tipo de luta, algumas pessoas se dedicaram a manter essa raça viva, tentando atenuar toda a agressividade que ante ela apresentava.

Sendo assim, aos poucos essa raça foi se tornando mais refinada, gerando cães gentis, dóceis e companheiros, exatamente como são conhecidos hoje.

Inclusive, por causa dessas características esse cãozinho é adotado hoje como um ótimo cão de companhia.

Características do Bulldog Inglês

Existem características que são bem especificas dessa raça, ajudando então na identificação dela. Veja!

Cores

As cores que o Bulldog Inglês pode apresentar são:

  • Vermelha;
  • Amarela;
  • Creme;
  • Malhada.

Além disso, existem aqueles que apresentam uma mistura de branco com uma dessas cores citadas acima.

É válido frisar que a cor preta não é muito comum em animais dessa raça, sendo até mesmo considerado indesejável para a reprodução.

A pelagem desse bichinho de estimação é mais curta e fina, não havendo necessidade de tosá-lo.

Temperamento

O Bulldog Inglês é um cão tranquilo e muito quieto, ideal para quem mora em apartamento.

É claro que eles podem ser muito brincalhões também, o que leva a desenvolver um temperamento um tanto teimoso.

Dessa forma, a educação desde filhote é essencial para que ele se torne obediente aos donos.

Ah, é preciso muita paciência para adestrá-lo, pois ele gosta de fazer tudo a sua maneira e não aceita muito voz de comando.

Por isso, os treinos curtos são mais recomendados para que haja sucesso nas tentativas de educá-lo.

Comportamento

Essa raça apresenta um comportamento muito protetor, o que leva a não aceitar tão bem a companhia de estranhos.

Então novamente é válido frisar que ele precisa de treinamento para se tornar mais sociável e obediente.

Com crianças de casa ele é um ótimo companheiro, mas pode não ter tanta energia assim.

Além disso, essa raça não late muito, só em caso mais necessário, como quando se sente ameaçado, por exemplo.

Ele não é uma raça destruidora, mas pode se tornar caso seja deixado sozinho em casa por muito tempo.

Sendo assim, se você se ausentar por muito tempo, não se admire ao encontrar diversos objetivos fora do lugar e cheio de mordidas.

Cuidados com o Bulldog Inglês

Esse cãozinho exige muito cuidados, o que pode fazer com que ele não seja apropriado para qualquer pessoa. Veja!

Dobrinhas

É preciso fazer a limpeza diária das dobrinhas do Bulldog Inglês, pois elas acabam acumulando sujeira, que gera infecções e outros problemas.

Limpeza das unhas e orelhas

Fazer a limpeza das unhas e orelhas é extremamente necessário, assim você estará contribuindo para a saúde do seu animal.

Escovação dos pelos

A escovação dos pelos é recomendada semanalmente, mesmo ele tendo uma pelagem mais curta e densa.

Barulho

O Bulldog Inglês tem uma tendência a fazer barulho, algo semelhante ao ronco.

Isso porque, o seu focinho é achatado, o que acaba dificultando a respiração.

Dentro de casa

O lugar ideal para o cãozinho dessa raça é dentro de casa, pois ele não responde muito bem as mudanças de temperaturas.

Saúde

Alguns problemas de saúde também são comuns nessa raça. Veja!

Focinho achatado

Por conta do seu focinho achatado que faz com que a sua respiração se torne difícil, ele não pode fazer atividades físicas muito intensas.

Dobrinhas

As dobrinhas podem favorecer o surgimento de alergias e problemas na pele.

Peso

O Bulldog Inglês é propenso a engordar, o que acaba facilitando ainda mais os problemas respiratórios.

Então, fazer atividades físicas de pequena intensidade é primordial para evitar essa situação.

Joelho

Problemas de luxação no joelho também são comuns, o que dificulta a mobilidade e causa muita dor.

Preço

O preço desse animal varia entre R$ 1.000,00 até R$ 8.000,00, isso baseado nos principais sites de venda do Brasil.

Curiosidades do Bulldog Inglês

Veja algumas das principais curiosidades ligadas a essa raça:

  • Esse cãozinho é um verdadeiro símbolo do seu país, a Inglaterra;
  • O cachorro Skype que Tom, do desenho Tom & Jerry, sempre causa confusão é um Bulldog Inglês.

Conclusão

Difícil não se apaixonar por esse animal, não é mesmo? Porém, o Bulldog Inglês precisa de cuidados para ter uma vida mais feliz, por isso não é para qualquer um.

Border Collie

Quem busca um animal de estimação leal e inteligente, encontra no Border Collie todas essas características e muitas outras.

No entanto, esse bichinho não é para qualquer dono, afinal ele apresenta uma energia muito elevada.

Portanto, é preciso que você esteja disposto a levá-lo para praticar alguma atividade física.

Por causa disso e por ser um animal de porte médio, ele precisa de um espaço maior para se enquadrar na vida cotidiana dos seus donos.

Em todo caso, para lhe ajudar se o Border Collie é ideal para você, trazemos informações importantes sobre ele abaixo.

Descrição da raça Border Collie

Como já foi dito, esse cãozinho é de médio porte, tendo entre 46 a 56 centímetros de altura.

Além disso, sua cabeça tem um formato estreito e afunilado, o que torna facilmente reconhecido.

Já as suas orelhas são altas e podem se apresentar dobrada, em um formato triangular.

Para além da descrição física da raça Border Collie, é importante frisar que esse bicho tem muita energia.

Por essa razão, ele sempre vai precisar de estímulos para se manter saudável, além de adestramento.

Caso isso não aconteça, é normal que ele fique entediado, o que pode ocasionar problemas.

Dessa forma, é importante que o dono tenha todas as condições para satisfazer a necessidade que essa raça apresenta.

História do Border Collie

Antigamente o nome da raça desse cachorro era Sheepdog e foi sendo chamado assim durante muito tempo.

Contudo, ele acabou recebendo o nome de Border Collie por conta da sua origem geográfica entre a Escócia e a Inglaterra.

Para além disso, é importante salientar que esses bichinhos existem há muito tempo.

Só para se ter uma ideia, existem documentos que datam a existência dessa raça por volta do primeiro século a.C.

Isso porque, a sua trajetória começou quando os romanos invadiram a Inglaterra, trazendo assim cães de pastoreio.

Inclusive, esse comportamento ativo da raça tem relação direta com as grandes conquistas dos romanos.

À vista disso, essa raça é muito associada aos cães de pastoreio em toda a história.

Por causa disso, esses bichinhos apresentam um instinto incrível de vigilância, além de terem um comportamento leal e amigo.

Características do Border Collie

Assim como as demais raças, o Border Collie tem característica que o torna único. Veja abaixo as principais.

Cores

Existem diversas cores que podem ser encontradas nessa raça, como:

  • Castanho;
  • Creme;
  • Azul;
  • Vermelho;
  • Prata;
  • Sable.

Há casos onde você pode encontrar esse bichinho com a pelagem totalmente branca, mas é raro.

Normalmente quando essa cor está presente ela vem acompanhado de outra, como preta.

Além disso, à sua pelagem é de médio a longo, sendo também densa e lisa.

Comportamento

Entender o comportamento de cada raça é essencial para saber se ela é a mais indicada para você.

A boa notícia é que o Border Collie é um cão inteligente, bastante solicito, alegre e obediente.

Entretanto, é imprescindível que o dono direcione a questão intelectual desse bichinho.

Dessa forma, o adestramento é bastante indicado para essa raça, principalmente por conta da grande energia que ele apresenta.

Inclusive, quando não há um controle e gasto dessa energia é bem provável que ele se torne um cão que corre atrás de tudo, como objetos, carros e outras coisas.

Sem contar que esse comportamento tão ativo faz com que esse cãozinho só possa ficar perto de crianças e idosos quando há uma supervisão.

Temperamento

O Border Collie pode se tornar um animal arredio quando se sente sozinho ou sem atenção dos seus donos.

Tendo os devidos cuidados, ele se torna um cão com temperamento tímido, muito apegado à família.

Em contrapartida, ele pode se apresentar de forma reservada na frente de estranhos.

Com relação a latidos, esse cão não apresenta esse tipo de comportamento de maneira intensa.

É claro que ele pode latir em situações de alerta ou perigo, mas de maneira geral ele tende a ser um animal mais centrado.

Cuidados com o Border Collie

Por conta da sua alta energia que faz com que seu gasto calórico seja grande, esse cãozinho precisa de uma dieta bem calórica.

Além disso, existem outros cuidados que você precisa ter ao decidir adotar um bichinho dessa raça.

Escovação dos pelos

Por ter um pelo de tamanho médio a longo, o dono precisa fazer uma escovação diária para desembaraçá-lo.

Atividades físicas

É essencial que você leve o Border Collie para praticar atividades físicas para que haja um gasto de toda essa energia.

Por conta disso também, é primordial que você adote esse cãozinho apenas se tiver uma casa com espaço.

Limpeza dos dentes

A limpeza dos dentes é importante que a saúde bucal desse bichinho esteja boa.

Saúde

De maneira ampla, essa é uma raça muito saudável, mas existem alguns problemas de saúde que ele é propenso a apresentar.

Quadril

Essa raça tende a apresentar problemas no quadril, então é preciso estar atento a forma de caminhar dele.

Dessa maneira, em caso de qualquer problema, você já conseguirá identificar rapidamente.

Olhos

O Border Collie também pode apresentar problemas oculares, como atrofia progressiva, que pode resultar em cegueira.
Preço

Ficou interessado em ter um bichinho desse? Saiba que o preço do Border Collie varia bastante.

Então, você pode encontrá-lo entre R$ 600,00 até R$ 4.000,00, assim a dica é pesquisar bastante.

Curiosidades do Border Collie

Veja as principais curiosidades ligadas a essa raça:

  • São cães protetores que protegem a família custe o que custar;
  • São conhecidos por descender cães pastoreios que fazem parte da história dos vikings e dos romanos.

Conclusão

Como visto, o Border Collie tem característica bem interessantes que tornam dele um ótimo companheiro. Então, você está pronto para tê-lo dentro da sua casa?

Akita

Sem sombra de dúvidas ao ver um cão da raça Akita pela primeira vez você vai se sentir completamente apaixonado e não é para menos.

Isso porque, ele tem uma pelagem muito bonita e a sua carinha é de derreter os corações mais gelados.

Por essa razão, muitas pessoas desejam ter um animal desse como companheiro.

Afinal de contas, apesar de toda beleza, ele também é cão muito protetor, alegre e brincalhão.

Então, antes de adotar esse animal como seu amigo, conheça algumas informações extremamente importantes sobre ele.

Descrição da raça Akita

O Akita é uma raça de médio para grande porte, onde o seu tamanho pode variar de 61 a 71 centímetros.

Por causa desse tamanho, ele não é o cão ideal para morar em apartamento pequeno.

Apesar de que ele pode se dar bem nesse tipo de espaço, especialmente porque não é muito de latir.

No mais, trata-se de uma raça bastante corajosa, independente, teimosa e muito protetora.

Inclusive, esse instinto de proteção e dominação pode acabar se tornando um problema a longo prazo.

Dessa maneira, é sempre recomendado que ao adquirir um cão dessa raça você eduque-o desde filhote, assim ele crescerá obediente.

História do Akita

Os registros demonstram que essa raça nasceu nos anos 1600, na região do Japão.

No começo esses animais eram chamados de “cães das montanhas cheios de neve”.

Isso porque, eles eram usados para auxiliar na proteção dos senhores feudais.

Inclusive, eles tiveram até mesmo uma época em que participavam de rinhas de brigas para que cruzassem com outras raças afim de melhorar as habilidades.

Entretanto, apesar de essa ser a história principal referente a essa raça de cachorro, o que tornou ele famoso foi outra história.

Na Era Showa, um cão da raça Akita aguardava diariamente o seu dono na frente de uma estação em Tóquio.

O que chamou muita atenção das pessoas foi que esse bichinho passou anos nessa estação, sem entender que o seu tutor havia falecido.

Esse fato comoveu tanto as pessoas que elas se mobilizaram para preservar essa raça.

Inclusive, esse a história verdadeira acabou por virar filme, tornando esse bichinho então conhecido mundialmente.

Características do Akita

Ao olhar para um cão dessa raça é bem possível que você consiga identificá-lo facilmente.

Afinal de contas, suas características são muito marcantes. Então, veja algumas delas abaixo.

Cores

As cores originais do cão dessa raça variam bastante, podem encontrá-los em:

  • Vermelho fulvo;
  • Tigrado;
  • Branco;
  • Vermelho com pontas pretas.

Já a sua pelagem é dupla, onde o pelo interno se apresenta de forma dura e reta. Enquanto o subpelo é mais macio e denso.

Temperamento

O temperamento do Akita é tão amoroso que ele pode facilmente se tornar um cão do convívio da família.

É por esse motivo que se você for adquirir um cão dessa raça, é importante deixá-lo dentro de casa, já que ele gosta da presença dos seus tutores.

Além disso, ele apresenta um temperamento bastante brincalhão, cheio de personalidade e inteligência.

Entretanto, ele pode se tornar um cão extremamente desobediente e teimoso.

Desse modo, é preciso ter paciência no momento do adestramento para que ele aprenda a obedecer.

Aliás, é por esse motivo que esse é um cão recomendado apenas para quem já tem experiência com animais.

Comportamento

O comportamento desse animal tende a ser de certa forma agitado, por isso são necessários alguns cuidados.

Por exemplo, não é recomendado deixá-lo só com crianças, já que ele pode interpretar certas brincadeiras com provocação.

E por ser um cão extremamente protetor, isso pode acarretar em um ataque.

Além disso, os estranhos, muitas vezes, podem ser considerados inimigos pelos cães dessa raça.

Sendo assim, é extremamente necessário que você faça uma apresentação de amigos e familiares para o seu cachorro.

Cuidados com o Akita

Como toda raça, o Akita necessita de alguns cuidados para estar sempre em plena saúde.

Alimentação

Esses animais tendem a sentir fome rapidamente, por isso devem ser alimentos 2 vezes ao dia.

A quantidade varia muito segundo o tamanho do bichinho, em todo caso uma consulta com a veterinária é importante para determinar isso.

Escovação

A escovação deve acontecer de forma recorrente para que o animal esteja sempre limpo, com aparência de saudável.

Ah, é válido frisar que essa é uma raça que solta muito pelo pela casa, então não vá se assustar.

Limpeza das unhas, dentes e orelhas

Fazer a limpeza das unhas, dentes e orelhas é recomendado para evitar qualquer problema com infecção.

Portanto, adote todos esses cuidados com o seu cãozinho semanalmente de preferência.

Saúde

O Akita é um cão saudável, mas tende a apresentar alguns problemas como qualquer outra raça.

Olhos

É comum que os cães dessa raça tenham problemas oculares, o que pode acarretar em catarata ou cegueira.

Em função disso, é primordial que você esteja sempre atento aos olhos desse animal.

Estômago

Esse cão também é suscetível a uma espécie de torça no estômago, que pode ser fatal.

À vista disso, é importante que você sempre verifique se o animal está bem.

Quadril

É normal que esse cão também apresente problemas no quadril, o que pode levar a dor.

Preço

O Akita não é um dos cães mais baratos, para ter um você vai precisar desembolsar entre R$ 900,00 até R$ 7.000,00.

Então, antes de decidir compra um, pesquise bastante para optar por aquele com melhor preço.

Curiosidades do Akita

Veja algumas curiosidades ligadas ao cão dessa raça:

  • Existe uma escultura desse cachorro no Japão, exatamente onde ele ficava esperando o seu tutor;
  • Os Akitas eram cotados para Segunda Guerra Militar, o que levou a muitas famílias esconderem esse bichinho;
  • Esse cão fica muito feliz quando o inverno chega.

Conclusão

Sabendo todas essas informações, você já está apto para ter um Akita como seu companheiro.