Yorkshire

O Yorkshire, também conhecido como Yorkshire Terrier, é uma das raças de cães mais amadas e mais populares no mundo.

Isso porque, além de ser meigo, ele também é considerado um cachorro hipoalergênico.

Isso significa que ele pode acompanhar as pessoas que apresentam problemas respiratórios.

Assim, se você está pensando em adotar esse cãozinho, é importante então conhecer as principais informações sobre ele.

Descrição da raça Yorkshire

Essa é uma raça de cachorro que consegue se adaptar de forma fácil aos mais diferentes ambientes.

Portanto, são considerados animais de estimações ideias para os mais variados lares.

Por serem bem pequenos, acabam não exigindo tanto esforço físico e nem espaço.

Desse modo, se encaixam de forma satisfatória em ambientes pequenos, como apartamentos, por exemplo.

No entanto, mesmo não necessitando de tanta atividade física, o Yorkshire precisa da atenção do dono.

À vista disso, só adote esse bichinho se você tiver tempo para interagir com ele.

História do Yorkshire

Conforme o próprio nome já deixa entender, o Yorkshire é uma raça que nasceu na Inglaterra, mas especificamente na região que dá nome a ele: Yorkshire.

Inclusive, essa é uma região muito conhecida por gerar animais excelentes.

Sendo assim, diversos relatos e histórias que demonstram que essa raça não nasceu ao acaso, mas que foi fruto de vários cruzamentos entre os terriers.

O objetivo disso era criar uma nova raça de porte pequeno, mas que ainda continuasse com as habilidades do Terrier.

A princípio, como foram surgindo em meio a Revolução Industrial, o Yorkshire desempenhava um papel importante para a época.

Muitos deles eram utilizados para caçar ratos, coelhos e outros roedores que eram responsáveis por transmitir doenças e por atacar o estoque de alimentação.

O sucesso nesse tipo de habilidade era tão grande que posteriormente eles foram utilizados em competições de levantamento de ratos.

Aos poucos esses pequenos foram conquistando espaço e reconhecimento por conta das exposições e concursos de cães.

No século XX então, essa raça passou a ganhar certa fama entre a burguesia britânica, que passou a utilizá-los como cão de companhia.

A partir daí, eles começaram a se tornaram populares e ainda hoje mantém o status de uns dos cães mais queridinhos.

Características do Yorkshire

Você conhece as principais característica desses cãozinhos? Não? Então veja a seguir!

Cores

Apresentam pelagem marrom, castanha e preta quando filhotes.

Entretanto, quando crescem passam a exibir lindas tonalidades, como:

  • Dourado e preto;
  • Castanho e preto;
  • Azul aço e castanho;
  • Dourado e azul aço.

O mais bonito é os pelos mais escuros começam na raiz e aos poucos vão clareando.

Pelagem

Como dito anteriormente, essa é raça chamada de hipoalergênico, ou seja, podem convivem com pessoas que apresentam problemas respiratório.

Isso só é possível por conta da sua pelagem lisa, que não cai com facilidade como a de alguns outros cãezinhos.

Além disso, os pelos são retos, brilhantes e sedosos, o que o tornam ainda mais bonitos.

Temperamento

Apesar de se apresentar à primeira vista como um cachorro meigo e adorável, a sua personalidade e temperamento são autênticas de um Terrier.

Dessa maneira, o seu caráter apresenta algumas características, como:

  • Energético;
  • Inteligente;
  • Territorial;
  • Curioso;
  • Investigativos.

Todavia, esse temperamento depende da educação que ele recebe do seu dono.

Comportamento

O Yorkshire consegue se dá bem com crianças e idosos, pois são naturalmente dóceis.

Com estranhos, em um primeiro momento, ele pode dá um alerta por meio de latidos.

No entanto, após perceber que não se trata de uma ameaça, automaticamente se mostram dispostos a fazer um novo amigo.

O melhor é que esse comportamento é válido até mesmo para outros animais, como cães e gatos.

Em contrapartida, o latido desse cãozinho pode incomodar e ser frequente.

Isso porque, ele se trata de um cachorro com comportamento de guarda, logo qualquer barulho ou voz de vizinho é capaz de causar um grande alvoroço nele.

Cuidados com o Yorkshire

O Yorkshire exige alguns cuidados do seu dono para que ele viva bem de maneira mais saudável.

Banho

Por ser um cão ativo e energético, existe a necessidade de que ele tome 2 banhos por mês.

Porém, por conta do seu tamanho, existem alguns cuidados e regras que precisam ser seguidas:

  • A temperatura da água precisa estar agradável;
  • A cabeça e as orelhas devem ser lavadas com pano úmido, sem sabonete e nem shampoo;
  • O processo de lavagem da pelagem deve ser feita de trás para cima.

Unhas

As unhas do Yorkshire devem ser cortadas de maneira regular, mas é preciso atenção no momento de fazer isso.

Assim sendo, a recomendação é que você procure ajuda de um profissional para não machucar seu amiguinho.

Pelos

A escovação do pelo dos animais dessa raça precisam acontecer constantemente, afim de evitar embaraços e nós.

Alimentação

Como estamos falando de um animal de pequeno porte, sua alimentação deve levar em consideração o seu peso e tamanho, para que não haja sobrepeso.

Saúde

Mesmo sendo considerado saudável e forte, alguns problemas de saúde podem ser frequentes na raça Yorkshire.

Problemas no joelho

Por conta da grande energia que essa raça apresenta, é frequente problemas de descolamento dos ossos do joelho.

Infecção nos olhos

É muito comum que eles apresentem infecção nos olhos, então é necessário estar atento.

Quebra de dentes

A formação de tártaros é bem comum nessa raça, assim existe a necessidade de fazer a escovação dos dentes para que não ocorram quebras.

Preço

Gostou de tudo que leu até agora e quer ter um Yorkshire para ser o seu amigo?

Se assim for, é preciso que você saiba que esse cãozinho custa entre R$ 500,00 a R$ 4.000,00.

Curiosidades do Yorkshire

A principal curiosidade referente a essa raça é que ela está no ranking dos cãezinhos mais inteligente.

Basicamente, o Yorkshire ocupa a 27ª posição, considerado acima da média para um cachorro trabalhador.

Conclusão

Antes de adotar um Yorkshire leve em consideração as particularidades e necessidades dessa raça, isso vai facilitar a sua decisão.

Shi Tzu

O Shi Tzu é uma das raças mais populares no Brasil e não é ao acaso.

Isso porque, esses bichinhos apresentam um temperamento carinhoso e amistoso.

Além disso, são ótimos para morar em apartamento ou em outro ambiente com pouco espaço.

Portanto, se você está em dúvida se deve adotar esse animalzinho é importante conhecê-lo mais profundamente.

Descrição da raça Shi Tzu

O Shi Tzu é um cão de pequeno porte que tem uma altura média de 20 a 28 cm.

Essa característica lhe permite viver bem em todos os espaços, por isso ele é ideal para quem mora em locais pequenos.

Além disso, essa é uma raça conhecida pelo seu companheirismo, que amam seus donos e amam estar no colo.

Por essa razão, eles não gostam de ficar sozinhos e precisam de bastante atenção.

Logo, é explicito que estamos falando de um animal que é ideal para ambiente internos.

Isso porque, eles não são esportistas e muito menos apresentam característica de cães de caça.

No entanto, educar essa raça pode ser um desafio muito grande, requerendo bastante paciência e dedicação.

História do Shi Tzu

Não se sabe muito ao certo a origem e história do Shi Tzu, mas existem duas teorias principais.

A primeira delas é que esse cãozinho foi um presente dado para a corte chinesa.

Em contrapartida, existe outra história que afirma que essa raça é oriunda do Tibet.

De qualquer maneira, esse bichinho hoje tão conhecido teve seu nascimento na China.

Aliás, diversos documentos e até mesmo pintura datadas da época antes de Cristo já remetiam a essa raça.

A razão disso é que esse cachorro era utilizado como cão de companhia, especialmente para alertar quando percebesse algo estranho.

Na Segunda Guerra eles quase foram extintos, pois houve uma interrupção no desenvolvimento dessa raça.

Todavia, eles conseguiram sobreviver e em 1969 foram reconhecidos como conhecemos hoje: Shi Tzu.

Características do Shi Tzu

Existem algumas características que são bem particulares dessa raça. Veja abaixo.

Cores

De maneira geral, os filhotes dessa raça já nascem com pelos escuros, porém eles vão clareando conforme eles se tornam adultos.

Contudo, seu padrão de cor é bem democrático, assim não existe um padrão.

É possível encontrar esses cãezinhos em cores como:

  • Preto;
  • Branco;
  • Marrom;
  • Cinza;
  • Vermelho.

Temperamento

Como dito, essa é uma raça de cães bem alegres, extrovertidos e companheiros.

Desse modo, eles são ideias para conviver com crianças, pois adoram brincar e estão sempre procurando diversão.

Além disso, costumam também se dá bem com idosos e são ótimas companhias, já que adoram ficar no colo.

Entretanto, o adestramento desse filhote pode ser um processo complicado, pois a teimosia é uma característica típica do temperamento dessa raça.

É possível tornar esse processo de adestramento fácil quando você elogia e recompensa o Shi Tzu.

Comportamento

Essa é uma raça que costuma latir com cerca frequência, pois foram criados como cães de alerta.

Nesse contexto, quando barulhinho ou voz diferente pode fazer com que ele comece um latido sem fim.

Por esse motivo, é importante que o dono faça o adestramento dessa raça para que ele não incomode outras pessoas, especialmente para quem mora em apartamento.

Mesmo não sendo um cão agitado, ainda é preciso que ele tenha contato com atividades físicas para não destruir os objetos de casa.

Cuidados com o Shi Tzu

Todo animal requer cuidados e com o Shi Tzu não seria diferente.

Pelos

É importante que o dono tenha disponibilidade para escovar a pelagem do seu bichinho, afim de evitar nós.

Além disso, é válido citar que esse cão não solta muito pelo, o que é extremamente positivo para quem tem alergia.

Colo

Mesmo amando colo, não é recomendado que você abuse demais dessa característica do seu cãozinho.

Isso porque, esse hábito por causar posteriormente problemas na coluna, além de comportamentos nocivos, como latir demais e sem motivos.

Atividade física

Embora essa raça não demande muita atividade física, é importante que haja esse estimulo por meio de brincadeiras ou jogos, por exemplo.

Fazendo isso você evita que o Shi Tzu comece a destruir os objetos da sua residência.

É necessário ressaltar que ele não pode fazer exercícios intensos por conta do seu focinho achatado, o que gera problemas na respiração.

Necessidades nutricionais

É preciso que você alimente o seu cão adequadamente para que ele cresça com saúde.

Portanto, leve em conta o peso e também as características particulares no momento de estabelecer a alimentação dele.

Banho

Essa é uma raça que precisa tomar banhos frequentes para se manter saudável.

Saúde

De maneira ampla, os cãezinhos dessa raça não apresentam grandes problemas de saúde.

Focinho achatado

O Shi Tzu faz parte da família dos cachorros com focinho achatado, o que acaba dificultando a respiração.

Além disso, essa característica faz com que ele se torne mais sensível as mudanças de temperaturas.

Olhos

Os problemas oftalmológicos estão entre as principais doenças do Shi Tzu, as mais comuns são:

  • Conjuntivite;
  • Úlcera na córnea;
  • Lacrimejamento constante;
  • Atrofia progressiva da retina.

Pele

A dermatite também é um problema bem comum nessa raça, logo é importante que você tenho o cuidado de escovar e se atentar a pele do seu cãozinho.

Qualquer coisa fora do anormal, o recomendado é que você leve-o ao veterinário.

Comer cocô

Essa raça é bastante propensa a comer cocô, o que é chamado de coprofagia, mas esse é um problema fácil de se resolver com adestramento.

Preço

Se você quer ter um Shi Tzu na sua casa, saiba então que o preço do filhote varia entre R$ 500,00 a R$ 4.500,00.

Portanto, vale a pena fazer uma pesquisa antes de adquirir um cãozinho dessa raça.

Curiosidades do Shi Tzu

O nome do Shi Tzu significa “pequeno leão”, pois diversas lendas contam que esses bichinhos dormiam próximos aos pés dos chineses e sempre alertavam quando percebiam algo estranho.

Conclusão

O Shi Tzu é um cão maravilhoso, especialmente para quem tem criança e idosos em casa, já que eles são animados e servem de companhia para todos os momentos.

Sendo assim, que tal considerar em adotar um Shi Tzu?

Pug

Sem sombra de dúvidas o Pug é uma das raças de cachorro mais engraçados e fofas que existem.

Além disso, eles são super companheiros, gostam de atenção e são bastante carinhosos.

Desse modo, conheça um pouco mais sobre esses pequeninhos abaixo.

Descrição da raça Pug

O Pug é bastante fiel ao seu dono, tornando-se até mesmo um companheiro inseparável, já que ama ficar no colo.

Por esse motivo, ele é capaz de lhe seguir por qualquer lugar, até mesmo sem ser convidado.

Além disso, trata-se de uma raça bastante amigável, sendo considerado um dos cães mais dóceis.

Outra descrição bastante importante sobre os Pugs é que eles são sociáveis.

À vista disso, são capazes de se adaptaram rapidamente aos mais diferentes ambientes e pessoas.

Logo, ele não vai estranhar quando alguma visita chegar até a sua casa, por exemplo.

Outro informação importante que faz parte dessa raça é o seu latido, que é muito parecido com o som de um ronco, juntamente com grunhidos.

Quando quer se comunicar com o dono, o som do latino torna-se bastante agudo e longo.

História do Pug

O Pug é uma raça originaria da China, remetendo a dinastia Han nos tempos que ainda não existiam o cristianismo.

Na época, eles eram cães cujo seus donos eram pessoas importantes, como imperadores, que viviam em meio ao luxo.

Inclusive, essa raça era tão importante naquele tempo que tinha até mesmo guardas que eram responsáveis por cuidá-los.

A partir do momento que a China começou a fazer transações comerciais com países europeus, esses cães começaram então a ganhar popularidade no mundo.

E foi na Inglaterra que recebeu esse nome por conta do nariz achatado característico da raça.

Dentro desse contexto, fica evidente que trata-se de uma das raças de cães mais antigas do mundo.

Características do Pug

O Pug é uma raça de cachorro com características muito particulares, o que torna fácil o seu reconhecimento.

Cores

Hoje são reconhecidas duas cores dessa raça:

  1. Preta;
  2. Variações de abricó, que vai do bege claro até o escuro.

Todavia, é possível ainda encontrar alguns cães dessa raça em outras cores, como:

  • Brancos;
  • Pratas;
  • Chocolate;
  • Albinos.

No entanto, mesmo com essas variações de cor todos tendem a apresentar o focinho e as orelhas pretas.

Temperamento

Como dito anteriormente, trata-se de um cachorro que gosta de companhia.

Assim, estamos falando de um cão dócil, fiel e bastante apegado ao seu dono.

Por esse motivo, gostam de agradar seus donos, tendo o hábito de lamber outros animais, pessoas e até mesmo os objetos da casa.

Aliás, esse temperamento dócil faz com que ele seja uma ótima opção de cão para quem tem criança em casa.

Além disso, ele costuma se habituar facilmente a idosos, estranhos e até outros animais.

É importante ainda ressaltar que essa é uma das raças mais fáceis de adestrar quando iniciado ainda filhote.

Comportamento

Ser dócil não significa obrigatoriamente que é uma raça calma, pois há casos de Pug que são considerados destruidores.

No entanto, não há muito o que se preocupar, pois de forma geral eles apresentam um comportamento estável.

Isso porque, a energia dessa raça é mais evidente quando eles são filhotes.

Isso significa que você deve manter chinelos, almofadas, roupas e demais objetos longe do alcance desse bichinho.

Sem contar que é preciso tomar cuidado para que ele não consuma lixos, moedas e até mesmo papel higiênico.

No mais, após 2 anos, ele tende a se acalmar e essas características de filhotes são deixadas de lado.

Cuidados com o Pug

Se você gostou até aqui do que aprendeu sobre o Pug, é preciso ainda saber que essa raça requer alguns cuidados especiais.

Eles gostam de atenção

Só adote um Pug se você estiver disposto a oferecer muita atenção a esse bichinho.

Isso porque, eles amam colo e gostam de companhia para absolutamente tudo.

Separe um local dentro de casa para ele

O melhor local para se ter essa raça é dentro de casa, já ele não reage de forma positiva a mudanças de temperaturas que são características de locais abertos.

Evite o excesso de banho

Essa raça apresenta o pelo curto, logo não há necessidade de excesso de banho para não causar irritações na pele.

Além disso, limpe sempre as dobrinhas do seu cachorro, evitando assim que haja o acúmulo de sujeira nessa região.

As unhas

As unhas dessa raça crescem numa velocidade impressionante, então é importante que você corte as unhas do seu cãozinho ou delegue essa tarefa para profissionais.

Os olhos

As lesões nos olhos do Pug são bem comuns, então você precisa manter essa região limpa utilizando soro e posteriormente secando.

Saúde

Essa é uma raça que apresenta alguns problemas de saúde, veja abaixo.

Problemas de pele

Toda a fofura que esse cão apresenta pode ser algo ruim, já que as ruguinhas se tornam propensas a causar problemas de pele quando não recebem os cuidados necessários.

Obesidade

Assim como algumas outra raça, esses cachorrinhos apresentam certa tendência a obesidade.

Portanto, é preciso que você tenha total controle da alimentação do seu animal de estimação, para que ele não sofra com esse problema.

Problemas oculares

Alguns problemas mais comuns do Pug são os oculares, como:

  • Entrópio – quando a pálpebra fica invertida, entrando em contato com o globo do olho;
  • Triquíase – quando os cílios crescem em direção ao olho, arranhando o globo ocular;
  • Úlcera – geralmente acontece por conta de lesões no olho.

Preço

Se você interessado pela raça, saiba que o preço do Pug filhote gira em torno de R$ 1.200,00 até R$ 7.000,00, isso levando em consideração os sites mais conhecidos de venda de cachorros.

Curiosidades do Pug

Existem algumas curiosidades bem interessantes envolvendo essa raça.

Popularidade

No ano de 2000 o Pug foi estava entre os 15 cães mais populares do mundo.

Evolução

A estrutura dessa raça sofreu mudanças visíveis, pois antigamente eles tinham as pernas mais longas e não eram tão compactos.

Conclusão

Deu para perceber como essa raça é especial, não é mesmo? Então agora é com você decidir se quer um Pug na sua vida, mas apostamos que sim!

Poodle

Uma das raças mais populares e inteligentes no mundo todo é o Poodle e isso tudo se deve a sua alegria e vontade de agradar os donos.

Por conta dessa característica também, ele é facilmente adestrado, se tornando possível até mesmo ensiná-lo alguns truques.

E ao contrário do que muitos imagens, esse cãozinho pode apresentar os mais variados tamanhos.

Portanto, se você quer ter um bichinho desse na sua casa, conheça mais sobre ele.

Descrição da raça Poodle

Primeiramente é necessário compreender que os Poodles se apresentam em diferentes tamanhos:

  • Toy – É aquele menor, ideal para quem mora em apartamento e costuma ter até 25 centímetros de altura;
  • Mini – É aquele mais versátil, que consegue se adaptar facilmente aos mais variados ambientes, chegando até de 25 a 38 centímetros de altura;
  • Standard – É o gigante que precisa de mais espaço e costuma apresentar mais de 38 centímetros.

O que todos eles têm em comum? São excelentes companheiros, adoram brincar e são bastante inteligentes.

Com estranhos podem ser um pouco tímidos, mas logo se acostumam e volta a tornam-se os seres adoráveis que todos conhecimento.

Além disso, costumam ser extrovertidos, energéticos e, é claro, visivelmente bonitos.

História do Poodle

Existem diversos registros que mostram o Poodle, como esculturas romanas, por exemplo.

No entanto, o seu surgimento ainda não é muito esclarecido e existem diversas hipóteses.

A principal delas conta que esse bichinho é originário da Alemanha, tendo surgindo de diversos cruzamentos.

Existe também outra teoria que esses cães são na verdade da Ásia, sendo inseridos na Alemanha pelas tribos góticas alemãs.

No entanto, o que se sabe é que o Toy e Mini foram feitos para impressionar a burguesia de Paris.

Porém, foram os ciganos que começaram a treinar esses animais para o circo, já que eles eram capazes de realizar truques impressionantes.

No mais, sabe-se apenas que os primeiros Poodles foram registrado em 1874 e 1888.

Características do Poodle

Não é tão complicado reconhecer um Poodle, pois suas características são bem marcantes.

Cores

As cores desse bicho pode sofrer variações do preto até o branco, passando assim pelo cinza, marrom, azul, vermelho e creme.

Nos Poodles mais escuros é possível ter um ou mais cores, onde o focinho e a orelha são as partes mais escuras.

Pelagem

Uma característica marcante desse animal de estimação é a sua pelagem, que pode ser crespos e lanosos, algo bem semelhante a uma ovelha.

Temperamento

O temperamento do Poodle é de um cão inteligente e leal, por isso é bastante apegado ao dono.

Sem contar que são brincalhões, gostam de diversão e de bastante atenção dos seus donos.

O seu instinto protetor pode ser acentuado com a aproximação de estranhos.

Desse modo, o adestramento e a socialização precisam ser praticados desde filhote.

Comportamento

O comportamento do Poodle depende muito da criação que ele teve quando filhote.

De maneira geral, é possível afirmar que esse cão se dar bem com outros animais, especialmente quando são criados juntos.

No entanto, caso ele seja o único bichinho da casa, é normal que haja bastante ciúmes, levando um tempo para que ele aceite o novo integrante.

Com idosos e crianças, essa raça costuma se dar muito bem, sendo bastante adorável e amigável.

Outro comportamento bastante comum é o de latir para estranhos que se aproximam do seu dono.

Cuidados

Não é difícil ter um Poodle saudável, basta seguir as recomendações de cuidados, que são bem fáceis.

Pelo

Por ter o pelo denso e encaracolado, existe uma necessidade de escovação diária.

Além disso, vez ou outra é preciso levá-lo no veterinário para aparar os pelos.

Atividades físicas

Esse cão não exige grandes atividades físicas, um passeio no parque ou uma brincadeira de 30 minutos já é suficiente.

Banho

O banho desse bichinho deve acontecer 2 vezes ao mês, para que ele se mantenha limpo e saudável.

Unhas e dentes

As unhas dos Poodles precisam ser cortados a cada 15 dias, evitando assim que ele machuque a si ou os outros.

Escovar os dentes desse cãozinho também é necessário para que ele continue com uma aparência impecável.

Saúde

Estamos falando de uma raça que sofreu grandes mudanças genéticas, então eles estão mais propensos a determinados problemas de saúde.

Problemas nos olhos

Não é raro que essa raça apresente problemas no olhos, como Entrópio e catarata.

Dentro desse contexto, é sempre importante levá-lo ao veterinário para fazer exames oftalmológicos.

Pele

O Poodle desenvolve dermatites com facilidade, podendo até mesmo sofrer com escamação de pele.

Então, esteja sempre atento a pele por trás da pelagem do seu bichinho.

Coração

Ele também pode ter problemas no coração por conta de tantas mutações a qual ele passou.

Preço

Ficou com vontade de ter um Poodle como amigo? O preço desse bicho tem uma variação de R$ 1.000,00 a R$ 6.000,00.

Curiosidades do Poodle

Algumas curiosidades interessantes cercam essa raça, veja:

  • Nadadores – o poodle é um animal nadador, que apresenta uma pelagem que consegue se adaptar a água;
  • Hipoalérgico – essa raça não solta muito pelo, por isso é ideal para as pessoas que apresentam alergias;
  • Famosos – esse bichinho é famoso entre artistas e celebridades, como Rihanna, Elvis Presley, Ana Maria Braga, etc.

Conclusão

Como visto, esse bichinho é adorável, conseguindo conquistar o mais duro dos corações, a prova disso é a sua alta popularidade.

Então, se procura um fiel companheiro, adote ou compre um Poodle, você não vai se arrepender.

Golden Retriever

O Golden Retriever é uma das raças mais populares no mundo e recebe bastante destaque por conta da sua beleza.

Mas não é só isso, esse cão tem um caráter equilibrado e apresenta uma inteligência acima da média.

Portanto, diversas qualidades fizeram desse cachorro um companheiro que qualquer pessoa que ter ao lado.

Descrição da raça Golden Retriever

Essa é uma raça de grande porte, que pode apresentar uma altura de 56 a 60 centímetros.

Logo, estamos falando de um cão que precisa de espaço para ter qualidade de vida.

Normalmente, essa raça conquista as pessoas por ser brincalhão e por ter uma expressão fácil amigável e simpática, que aliás é uma das suas marcas.

Além disso, o Retriever, consegue se dar bem com qualquer pessoa, inclusive com estranhos e outros animais.

Dentro desse contexto, é um cão ideal para família com crianças e idosos, por exemplo.

E é válido ressaltar que mesmo sendo grande, essa é uma raça bastante obediente e que gosta de agradar.

História do Golden Retriever

A história de origem do Golden é bastante interessante e se remete a era Vitoriana.

Contam que essa raça nasceu por conta de uma necessidade de se ter um cachorro de porte médio.

Isso porque, eles precisam de um cão que conseguisse nadar e que conseguisse suportar a água gelada para pescar peixes que serviriam como alimentação das pessoas.

Por conta da sua inteligência e obediência, o Retriever passou a ser utilizado em outras áreas também, como:

  • Cão guia;
  • Cão farejador para polícia;
  • Cão de resgate com bombeiros;
  • Cão de terapia para crianças, adultos e idosos.

Nos anos 20 então a raça recebeu o nome que hoje a torna conhecida: Golden Retriever.

A partir disso, esse cão tornou-se ainda mais conhecido pela sua exuberância e lealdade, chegando até mesmo a participar de desfiles e competições de obediência.

Portanto, não demorou muito para que essa raça fosse considerada uma das mais inteligentes, companheiras e carinhosas do mundo.

Características do Golden Retriever

O Golden Retriever é considerado um cão de grande porte, mas suas características não se resumem ao seu tamanho. Veja.

Cores

Como o próprio nome já entrega, a cor oficial da raça é dourada, podendo variar entre escura e clara, sendo os padrões da AKC (American Kennel Club).

Na velhice é normal que a pelagem desse animal apresente alguns cabelos brancos.

Pelagem

Uma das características mais marcantes do Retriever está ligado a sua pelagem, que é abundante e brilhosa, cobrindo seu corpo todo.

Temperamento

Por terem sido criados para trabalhar, trata-se então de um cão forte e bastante trabalhador.

Além disso, como já foi reforçado, eles são bastante inteligentes e obedientes.

Portanto, estão disposto a aprender e agradar seus donos, seja como cão de guia ou como companheiro.

Em um lar esse cão apresenta um temperamento brincalhão, energético e amigável.

Isso significa que existe a necessidade de exercícios diários para manter a saúde física e mental desse bichinho em ordem.

Quando não se existe o hábito de atividades, é comum que essa raça se torne infeliz e passe a destruir as coisas.

Comportamento

O comportamento do Golden é amigável com crianças, idosos, animais e até mesmo estranhos.

Logo, ele se relaciona bem com todos, já que adora companhia, diversão e é bastante alegre.

No entanto, quando filhotes eles apresentam bastante energia e disposição.

À vista disso, é preciso que haja uma supervisão do dono caso o cão esteja em contato com crianças pequenas.

Isso porque, essa raça tem um instinto de rivalidade acentuada, encarando crianças como irmão, o que acaba fazendo com que os trate como iguais.

Por essa razão, podem acabam partindo para brincadeiras mais intensas, não se preocupando com a potência.

No mais, é interessante ressaltar que o Retriever é um cão muito protetor e leal.

Além disso, ele não costuma latir com grande frequência, somente quando passam longos períodos sozinhos ou quando os níveis de atividades estão baixos.

Cuidados com o Golden Retriever

O Retriever é uma raça saudável, que não exige tantos cuidado como alguns outros cãezinhos.

No entanto, existem alguns aspectos que merecem atenção.

Banho regulares

Essa raça se suja com bastante facilidade, então há a necessidade de banhos regulares para que ele se mantenha limpo.

Inclusive, esteja preparado para se molhar todo enquanto dar banho nele, pois é comum que o Golden enxergue esse momento como uma brincadeira.

Atividades físicas

O Retriever precisa de atividades físicas, então disponibilize um ambiente espaço dentro da sua casa.

Caso não tenha, leve o seu cão para passear, mas tenha bastante atenção porque eles são bem fortes e é preciso ter controle sob ele.

Escovação dos pelos

Os pelos desse cachorro não embaraça com facilidade, mas para mantê-los bonitos é preciso que haja uma escovação constante.

Dentes e unhas

A escovação é necessária para evitar problemas que ocasionam a queda dos dentes.

Além disso, as unhas precisam ser cortada regularmente, então procure ajuda de um profissional caso não consiga fazer isso sozinho.

Saúde do Golden Retriever

Como já é de se imaginar, essa é uma raça bastante forte e saudável, mas existem alguns problemas de saúde mais comuns.

Problemas oculares

O Golden tem uma certa tendência a problema de visão, então fique atento aos olhos do seu animal.

Coração

Problemas no coração são comuns e há uma grande dificuldade em descobri-los.

Logo, é necessário que você tenha o hábito de levar o seu cão ao veterinário.

Quadril e cotovelo

No quadril e no cotovelo pode ocorrer uma displasia, que ocasiona muita dor ao animal.

Preço

Caso você tenha se apaixonado pelo Golden, saiba que o seu preço tem uma variação de R$ 700,00 a R$ 7.000,00.

A dica é que você pesquisa bastante antes de comprar esse animal.

Curiosidades do Golden Retriever

Muitas curiosidades envolve o Golden Retriever. Veja:

  • Participação no cinema – o cachorro dessa raça já foi protagonista em diversos filmes, como Bud, o cão amigo. O sucesso foi tão grande que criaram diversas sequencias desse file;
  • Popular – essa é uma raça bastante popular no mundo todo;
  • Obediência – os cães que conseguiram os primeiros títulos de obediência foram todos Retrievers.

Conclusão

Como visto, Golden Retriever é um animal brincalhão, que consegue ser divertido, legal e simpático.

Portanto, que tal adotar um Golden para trazer mais felicidade para a sua família?

Doberman

O Doberman é muito conhecido por conta de uma das suas características mais marcante: o sentido de alerta.

Por esse motivo, ele foi e ainda é bastante utilizado como cão de guarda.

Mesmo nesse sentido, ele é um cachorro que se apega com facilidade a família e é bastante leal.

Logo, acaba por se tornar uma ótima companhia, mesmo que a sua aparência em um primeiro instante cause espanto.

No entanto, não podemos negar que esse cachorro precisa de adestramento para que não se torne violento.

Descrição da raça Doberman

O Doberman é um cão de grande porte, onde a sua altura varia de 61 a 71 centímetros.

Como consequência, é um cachorro que tem bastante força e disposição, tornando-se necessário a prática de atividades físicas.

Além disso, por conta do seu tamanho, ele é mais ideal para ambientes espaçosos ao invés de apartamentos, por exemplo.

Isso porque, quando não há espaço suficiente para que ele se exercite, é normal que apresente um comportamento mais irritável.

Por outro lado, quando há esses simples cuidados, juntamente com um bom treinamento, ele se mostra bastante inteligente, protetor e afetuoso.

Além disso, ele é ideal para donos que não querem ter trabalho com banho, tosa e escovação frequente.

História do Doberman

Essa é uma raça nova, que surgiu na Alemanha, mais ou menos no ano de 1890.

Ele bichinho criado por um cobrador de impostos chamado de Karl Friedrich Louis Doberman.

Como você já deve ter percebido, esse cachorro recebeu o seu nome em homenagem ao dono.

A intenção nessa criação era ter um animal de grande porte, capaz de acompanhá-lo durante a execução das suas atividades.

Desse modo, o objetivo era que o cachorro fosse capaz de proteger o dono enquanto ele batia de porta em porta.

Mesmo não sabendo ao certo quais raças deram origem ao Doberman, acreditam-se que foi uma mistura de Pastor Alemão, Rottweiler, Weimaraner, Pinscher, Greyhound e Terrier.

A ideia era ter um cão forte, inteligente, rápido, leal, corajoso e confiável, exatamente tudo que essa raça é.

Características do Doberman

É muito fácil reconhecer um Doberman por conta das suas características marcantes.

Cores e pelagem

O pelo desse cão é curto, liso, duro e grosso, que pode apresentar-se em 4 cores:

  1. Preto;
  2. Azul;
  3. Vermelho;
  4. Fulvo.

Mesmo que essas sejam as cores predominantes, é possível se observar ainda alguns traços de ferrugem nos olhos, bochecha, pernas, garganta, testa, cauda e focinho desse animal.

Temperamento

Apresentando-se de maneira elegante e musculosa, o temperamento dele é bastante agradável e inteligente.

Inclusive, sendo considerado um dos cães mais obedientes e com grande inteligência para aprender novas habilidades e comandos.

Além disso, ele é legal, protetor, feroz e bastante resistente, por isso é muito usado para regaste, busca e serviços militar.

Isso não significa que ele não seja brincalhão, pois quando está em família tudo que ele deseja é se divertir.

Esses momentos são ideias para que ele consiga gastar toda a sua energia, que é muita.

Comportamento

O temperamento desse bichano depende muito da criação que ele teve, assim como todos os cachorros.

Quando bem adestrados, eles se mostram carinhosos, educados e obedientes ao seus donos.

Em contrapartida, não espere o mesmo tratamento com estranhos, pois ele é um cão desconfiado e age com bastante cautela na presença de desconhecidos.

Esse tipo de comportamento surge até mesmo quando ele é bem treinado.

Logo, o processo de socialização deve ser feita de maneira intensa quando filhote.

Desse modo, você não terá grandes problemas quando ele chegar na fase adulta.

Quando o assunto é amizade com outros animais, o Doberman não consegue ser muito sociável, por isso evite esses contatos, principalmente se for um cão da mesma raça.

Estamos falando também de um cachorro que pode ser bastante destruidor.

Isso porque, ele é energético e ativo, precisando bastante de atividades físicas para viver bem.

Cuidados com o Doberman

O Doberman parece um cão saudável e forte, coisa que ele realmente é, mas os cuidados sempre são necessários.

Atividades físicas

É preciso bastante atividade física para que esse cachorro viva bem, então coloque-o sempre para se movimentar.

Adestramento

Para evitar problemas de mal comportamento e desobediência, o recomendado é que você adestre o seu bichinho.

Isso é bom porque essa é uma raça que gosta de aprender coisas novas.

Logo, exercitar a inteligência vai ser algo positivo não só para você, mas também para ele.

Dentes

O recomendado é que você escove os dentes do seu animal de estimação semanalmente, evitando assim problemas bucais.

Saúde

Como toda raça, existem alguns problemas de saúde comuns para esse bichano.

Coração

Não é raro que esse cão apresente problemas no coração, que é bem comum entre animais de grande porte.

Sangue

Existe o risco de hemorragia por conta da doença de Von Willebrand, considerado um problema causado por conta da falta de proteínas.

Nessa realidade, o recomendado é que você leve seu Doberman para consultas periódicas ao veterinário.

Preço

Se você quer adquirir um Doberman saiba que é necessário desembolsar uma boa quantia.

Isso porque, o preço desse cachorro varia entre R$ 900,00 até R$ 7.000,00.

Assim, vale a pena pesquisar e procurar por aquele que esteja mais de acordo com seu bolso.

Curiosidades do Doberman

Existem algumas curiosidades interessantes sobre esse bichano:

  • Participações no cinema – essa raça já fez participações em filmes, como o Operação Zodíaco;
  • Soldados na guerra de Okinawa – por conta do seu instinto protetor e força, eles foram extremamente relevantes na guerra de Okinawa.

Conclusão

Como visto, o Doberman não é um cão para qualquer dono, é preciso que haja treinamento e respeito para com as suas necessidades. Assim, ele se tornará um fiel companheiro.

Rottweiler

Apesar da cara de mau e do corpo robusto, o Rottweiler é um cão bastante amoroso e apegado aos donos.

Porém, essas informações sobre ele são pouco conhecidos, já que uma grande parcela da população acredita tratar-se de um cachorro perigoso.

Entretanto, quem tem a oportunidade de conhecer mais profundamente esse bicho sabe que não é bem assim.

Isso porque, quando socializado corretamente ele se mostra um ótimo animal de estimação.

Antes de decidir adotar um Rottweiler é importante que você conheça um pouco mais sobre ele.

Descrição da raça Rottweiler

Essa raça de cachorro é considerada de médio a grande porte, podendo ter uma altura de 55 a 68 centímetros.

A sua pelagem é dura e lisa, geralmente não apresentando grandes variações de cor.

A sua aparência é de um cão musculoso, forte e vigoroso, o que tende a causar certo medo nas pessoas.

No entanto, por trás de toda essa musculatura e cara de mau existe um bichinho dócil, capaz de surpreender com sua lealdade e alegria.

Para além disso, trata-se de uma raça bastante inteligente, o que o torna propicio a trabalhar como cão policial e até mesmo pastor em sítios e fazendas.

Aliás, pouco se sabe, mas o Rottweiler é até mesmo utilizado como cão de terapia.

História do Rottweiler

Não se sabe ao certo como começou a história dessa raça, mas acredita-se que ela seja resultado do cruzamento de um cão tipo mastiff com drover dog.

Contam-se que o história Rottweiler é originário da Alemanha, tendo surgido no Império Romano, pois existia a necessidade de se ter um cão para proteger o exército durante a noite.

Além disso, ele também era utilizado para controlar o gado durante o dia e afastando ursos também.

Posteriormente, esse cão foi utilizado na cidade chamada de Rottweiler, que deu ao nome a raça, onde era usados para puxar os carrinhos de carne.

Características do Rottweiler

Como todos as raças, essa também apresenta algumas característica bem particulares.

Cores

A principal coloração desse cão é o preto, mas existem marcações na sua pelagem meio avermelhado, ferrugem e bronze.

Normalmente, essas marcas estão presente nas bochechas, garanta, pernas, focinho e peito.

Pelagem

A pelagem também é uma característica marcante desse cão, já que eles são densos e rígido.

Por conta disso, a perda de pelo não é um problema frequente para essa raça.

Temperamento

Como dito anteriormente, essa raça nasceu com a intenção de trabalhar e assim foi durante muito tempo.

Logo, é normal que ele apresente algumas característica como inteligência acima da média e instinto protetor.

Além disso, é importante desmitificar a ideia de que o Rottweiler é obrigatoriamente um cão violento, pois isso não condiz com a verdade.

Inclusive, é muito comum encontrar cães dessa raça que são amorosos, carinhosos e adoráveis.

No entanto, tudo isso só é possível quando adestrado desde filhote, pois sem esse processo ele pode se tornar bastante perigoso.

Portanto, se você quer adotar um cachorro dessa raça, é necessário utilizar a grande inteligência do seu bichinho de maneira positiva.

Comportamento

O comportamento desse cão depende muito da educação que ele teve quando filhote.

Desse modo, é importante enfatizar novamente a necessidade de adestramento.

A partir do momento que essa educação positiva é dada, ele se torna um cão que consegue conviver com crianças, idosos e desconhecidos facilmente.

Sem contar que o adestramento é relevante para que ele não se torne um cão destruidor e agitado.

Cuidados com o Rottweiler

Existem alguns cuidados que os donos do Rottweiler precisam ter para garantir que o bichinho viva bem.

Espaço

Cachorros dessa raça precisam de espaço mínimo de 2 metros, pois eles precisam se exercitar frequentemente.

Por essa razão, não é aconselhado criar esse cão em um locais pequenos, como apartamento.

Adestramento

O adestramento é extremamente necessário para que ele torne dócil, obediente e amoroso quando adulto.

Atenção

Essa é uma raça de cão bastante apegado e não gostam de se sentir sozinhos.

Dentro desse contexto, não deixe o seu bichinho de estimação muito tempo sozinho.

Cuidados com as unhas

É preciso cortar regularmente a unha desse animal, que costuma crescer em uma velocidade impressionante.

Alimentação

A alimentação é importante para que o Rottweiler cresça saudável e para que não desenvolva problemas como obesidade.

Saúde

De maneira ampla, o Rottweiler apresenta um aspecto saudável e forte, o que realmente é verdade.

Entretanto, isso não significa que ele não esteja sujeito a alguns problemas de saúde.

Coração

Problemas no coração é uma questão que envolve essa raça por conta de problemas genéticos.

Quadril e cotovelo

Existe o risco de displasia no quadril e o cotovelo, o que pode acabar gerando muito dor para o bichinho.

Obesidade

Não é raro encontrar cães dessa raça com problemas de obesidade, por isso é importante apostar em uma dieta equilibrada e na prática de atividades físicas.

Preço

Ficou apaixonado pelo Rottweiler? O preço desse bichinho pode sofrer uma grande variação, indo de R$ 300,00 até R$ 13.000,00.

Assim sendo, a dica é pesquisar bastante antes de adquiri um cãozinho desse.

Curiosidades do Rottweiler

Existem algumas curiosidades bem interessantes sobre esse bicho, veja:

  • Apesar de ser um cão muito temido por algumas pessoas, essa é uma das 10 raças preferidas dos brasileiros;
  • Em alguns países ainda existe a prática de cortar o rabo desse cão, mas isso é proibido no Brasil.

Conclusão

Se você procura um fiel companheiro, energético, alegre, amoroso e carinhoso, com certeza o Rottweiler vai atender todas essas necessidades.

Boxer

Você procura um cão inteligente, brincalhão e dócil? Então o Boxer vai lhe agradar bastante.

Logo de cara é normal que você fique assustado com os cachorros dessa raça por conta da aparência que eles têm.

No entanto, trata-se um cão carinhoso, amoroso e trapalhão, ideal para trazer mais alegria para a sua família.

Inclusive, é válido ressaltar que essa é uma raça muito utilizada como cão de companhia para deficientes visuais.

Portanto, já é possível concluir que ele certamente é fiel, inteligente, obediente e bastante cuidadoso com o dono.

Descrição da raça Boxer

O Boxer é um cão considerado de médio a grande porte, onde a sua altura varia de 53 a 63 centímetros.

O cachorro dessa raça tem o hábito de ficar totalmente ereto nos membros posteriormente.

Em um primeiro momento isso pode parecer assustado, mas todo esse tamanho é só detalhe e não coloca medo em ninguém.

Isso porque, conhecendo bem essa raça, é possível perceber que trata-se um animal que ama brincar e tudo é visto como brincadeira para ele.

Além disso, são bastante apegados aos donos e se dão bem até mesmo com crianças.

História do Boxer

Este cão não é considerado uma raça antiga, já que a sua criação é datada no fim do século XX.

O seu surgimento ocorreu do cruzamento entre o Bulldog Inglês e do Bullenbeisser.

A intenção era criar um animal que fosse mais alto, leve e também ágil, podendo assim ter maior sucesso em brigas.

Isso porque, o objetivo era que ele fosse utilizado para caçar veados e javalis selvagens.

O experimento deu certo e assim nasceu o Boxer, que aos poucos foi ganhando destaque em competições caninas.

De lá para cá o interesse nessa raça só aumentou e hoje ele é considerado um animal bastante popular.

Características do Boxer

É importante conhecer algumas características dessa raça, assim fica fácil decidir se ele é realmente o que você procura.

Cores

O Boxer apresenta diversas cores que são reconhecidas, como a pelagem mais fulva e o peito, focinho e as patas mais brancas.

No entanto, existem também animais dessa raça com cores mais tigradas, principalmente amarelo e prata.

Pelagem

Os Borxers apresentam uma pelagem bem mais curta, onde os pelos são duros e brilhantes.

Por conta dessa característica, ele não costuma soltar muitos pelos como alguns outros cachorros.

Temperamento

Esse cão é considerado energético, protetor, brincalhão, engraçado e ama agradar.

Em função disso, mesmo que não queira, ele acaba sendo obediente, só para deixar o dono feliz.

Além disso, o Boxer é um cachorro bastante ágil e dono de uma inteligência que surpreendente.

Como consequência, não é dificultoso fazer o adestramento desse bichinho, aliás, pode ser até bastante proveitoso.

Comportamento

Todo esse temperamento resultada em um comportamento adorável para com seus donos.

Contudo, não se pode dizer o mesmo com estranhos, portanto é preciso acostumá-lo com a socialização desde cedo.

Desse modo, quando adulto ele conseguirá conviver tranquilamente com amigos, vizinhos e familiares.

Ah, é importante frisar que quando filhote essa é uma raça bastante destruidora.

Então, não vai ser raro encontrar objetos destruídos e fora do local que estavam.

Porém, não se preocupe, é só uma fase e em pouco tempo ele passará a ser um cão mais tranquilo.

Para além disso, o Boxer não costuma latir muito, fazendo isso apenas quando há extrema necessidade.

Cuidados com o Boxer

Como todo cão, o Boxer exige alguns cuidados mais específicos. Veja!

Alimentação equilibrada

A alimentação é um fator importante, já que é necessário que ele coma bem e de forma adequada ao seu tamanho e idade.

Assim, ele crescerá na mais plena saúde, mas sem exageros com comida, pois ele pode se tornar obeso.

Cuidados com os dentes

Para manter a aparência do seu bichinho saudável, é preciso que a escovação dos dentes aconteça de forma frequente.

O recomendado que você escove os dentes deles uma vez por semana no mínimo.

Atividades físicas regulares

Como qualquer cão de médio ou grande porte, é preciso que haja uma prática de atividades físicas regulares.

Saúde

Mesmo sendo considerado uma raça saudável, existem alguns problemas de saúde bem comuns entre os Borxers.

Problemas no coração

É comum que cães dessa raça apresentem problemas no coração, por isso existe a necessidade de se fazer consultas com o veterinário constante.

Quadril

Essa raça apresenta as patas da frente maiores que as traseiras, portanto existe também o risco de displasia no quadril.

Por vezes, esse problema causa bastante dor e pode dificultar até mesmo a locomoção do seu animal.

Pele

A pele do Boxer precisa de cuidados especiais, pois ele é considerado uma raça verruguenta.

Preço

Hoje é possível encontrar essa raça de cachorro nos mais diversos preços, com valor mínimo de R$ 1.600,00 até R$ 3.500,00.

Por esse motivo, é sempre válido fazer uma pesquisa antes de comprar esse bichinho de estimação.

Curiosidades do Boxer

Algumas curiosidades interessantes envolvem essa raça, veja:

  • Os boxers levam esse nome por conta do hábito utilizar as patas da frente na hora da brincadeira;
  • Apesar de ser um cão de porte a grande médio, ele consegue se dar bem em apartamentos;
  • Fêmeas dessa raça adotam os filhos dos seus donos como seu, tornando-se bastante protetoras com crianças.

Conclusão

Enfim, escolhendo adotar ou comprar um Boxer, pode ter certeza que você vai ganhar um grande amigo, corajoso, brincalhão, dócil e leal.

Beagle

O Beagle é uma raça de cachorro que consegue chegar e mudar todo o ambiente, trazendo mais movimentação e alegria para a sua família.

Isso porque, ele é um cão energético e bastante carismático, capaz de conquistar qualquer pessoa com sua carinha fofa.

Apesar de ser um cão de pequeno porte, essa é uma raça de animais bastante agitados, o que pode ser um problema para algumas pessoas.

No entanto, mesmo possuindo essa característica, esse é um dos bichinhos mais populares no mundo.

Descrição da raça Beagle

O Beagle é um cãozinho pequeno, onde a sua altura varia de 33 a 38 centímetros.

Suas orelhas é um dos aspectos físicos que mais chamam atenção: para baixo, largas, de extremidades levantadas e de textura fina.

No mais, essa é uma raça muito carinhosa, alegre e até mesmo bastante curiosa.

Essa última característica faz com o cãozinho sai por aí com o focinho no chão em busca de novas aventuras.

Ah, estamos falando aqui de um animal bastante comilão, então pode ter certeza que o olhar de pidão dele vai lhe conquistar.

Afinal, trata-se de uma raça que já viveu durante muito tempo em matilhas, por isso ele não sabe conviver bem com a solidão.

Portanto, é importante que você ofereça atenção para que o seu bichinho tenha mais qualidade de vida.

História do Beagle

De maneira geral, trata-se de um raça gerada através do cruzamento do Talbol Hound e o Southern Houn na Inglaterra.

Todavia, a história envolvendo a origem desse animal é muito incerta, pois não se tem informações realmente confiáveis.

No entanto, acreditam-se que o Beagle era um cão de caça com bastante habilidades, principalmente a rapidez.

Sendo utilizado muitas vezes para caçar coelho, chacais e também porcos selvagens.

O que confirma ainda mais essa história é o tamanho pequeno e musculoso que esse cão apresenta.

Embora tenham sido caçadores antigamente, hoje grande parte dos cachorros dessa raça são animais de estimação adoráveis.

Características do Beagle

Como toda raça, o Beagle apresenta também algumas características especiais e individuais.

Cores

Ao contrário do que muitos acreditam, esse cãozinho apresenta muitas variações de coloração, mas, geralmente, envolvem três cores:

  • Branco;
  • Preto;
  • Marrom.

Isso não significa que todos os animais dessa raça só apresentam essas cores e combinações.

É possível encontrar Beagle vermelho com branco, limão e branco, acinzentados, etc.

Temperamento

Muitos se fala sobre o temperamento desse cãozinho, pois o seu semblante fofo e pidão engana.

A verdade é que essa raça é bastante sapeca, aventureira e energética, exatamente por já terem sido cães de caça.

Então, não se surpreenda se o seu bichinho começar a farejar desesperadamente todo o ambiente, pois para ele é realmente um desafio lidar com tantos odores que parecem interessantes.

Além disso, O Beagle é um cachorro muito livre, o que torna difícil o seu adestramento.

Logo, você vai precisar de paciência para domar ele, principalmente para salvar seus objetos de possíveis danos.

No final, pode ter certeza que vai valer a pena, pois toda esse temperamento divertido vai acertar em cheio o seu coração.

Comportamento

E essa agitação toda do seu temperamento reflete no comportamento, já que ele pode se tornar destruidor.

Como consequência, essa é uma raça que acaba por latir, uivar e ladrar de forma constante.

Para não correr esse tipo de risco, procure adestrar o seu bichinho e não o deixe longos períodos de tempo sozinho.

Entretanto, mesmo com todos esses comportamentos, o Beagle consegue se dar bem com crianças, tornando-se um ótimo cão de família.

Além disso, ele é amigável com estranhos, mas com outros animais há uma necessidade de socialização afim de garantir mais harmonia.

Cuidados com o Beagle

Os principais cuidados com os animais dessa raça está ligado a sua grande energia. Veja!

Atividade física

Esse animal é ótimo para morar em apartamento, mas é preciso que as atividades físicas não sejam negligenciadas.

Desse modo, é essencial que você leve o seu cãozinho para passear regularmente.

Caso não adote esse tipo de hábito, seus móveis podem acabar sofrendo as consequências.

Escovação

A escovação é importante e deve acontecer semanalmente para que os fios mortos saiam com maior facilidade.

No entanto, não se engane, o Beagle não é um cão de soltar muito pelo.

Adestramento

Esse é um dos cães que precisam de adestramento de verdade, afim de evitar que o seu espirito energético se torne um problema muito grande.

Saúde

O Beagle é um cão visivelmente forte e musculoso, mas existem alguns problemas de saúde em que esse bichinho é mais propenso a desenvolver.

Tendência a obesidade

Cuidar da alimentação e levar esse cachorro para passear é necessário para evitar a obesidade.

Problemas no coração

Alguns cães dessa raça apresentam problemas no coração, normalmente associados a questões genéticas.

Quadril

Ainda existe o risco de displasia no quadril, o que ocasiona muito dor e prejudica diretamente a qualidade de vida do seu animal de estimação.

Preço

Existem Beagle dos mais variados preços, que vai desde R$ 300,00 a R$ 13.000,00.

Por esse motivo, a dica é pesquisa bastante antes de comprar um filhote dessa raça.

Curiosidades do Beagle

Existem algumas curiosidades bastante interessantes envolvendo o cão dessa raça:

O Snoopy, personagem conhecido do desenho criado por Charles Schulz, é um Beagle;

Por conseguirem farejar de maneira exemplar, os animais dessa raça são muito utilizados em aeroportos;

Quando Lyndon B. Johnson era presidente dos Estados Unidos, um Beagle morou na Casa Branca.

Conclusão

Se está nos seus planos adotar um filhote dessa raça, não se esqueça de que o processo de adestramento deve começar cedo.

Para finalizar, saiba que adquirir um Beagle é uma ótima maneira de ter um companheiro animado e destemido do seu lado.

Basset

O Basset Hound é um cão tranquilo, gentil e dócil e tudo isso atrelado as suas orelhas compridas e caídas tornam ele ainda mais apaixonável.

Não é à toa que hoje ele é um dos cachorrinhos mais populares no Brasil e no mundo.

Aliás, para quem procura um cão carinhoso, que gosta de estar próximo a família, ele é ideal.

Descrição da raça Basset

Considerado uma raça de médio a grande porte, esse bichinho pode apresentar de 58 a 68 centímetros de altura.

O que mais chama atenção nele, em um primeiro momento, são suas orelhas e olhar cabisbaixo.

Essa característica leva muitas pessoas a acreditarem que se trata de um cão triste.

No entanto, quem realmente conhece ou já conviveu com um Hound, sabe que ele não tem nada de tristinho, é exatamente o contrário.

Ele é alegre, dócil, amigável, carinhosos, atencioso, leal, ou seja, não faltam adjetivos para caracterizar esse cachorro.

Portanto, vai ser difícil terminar esse artigo sem querer ter um Basset hoje mesmo.

História do Basset

O Basset é um cão originário da França e é de lá que saiu o seu nome, onde “Bas” significa “anão”, referindo-se as pernas curtas desse bichinho.

Inicialmente ele foi criado para caçar lebres e coelhos, fazendo parte do grupo de raças “hound”.

Existem pessoas que, inclusive, acreditam que o surgimento desse cão foi algo bem premeditado.

Isso porque, suas patas reduzidas, mais próxima ao chão, permite que ele sinta o cheiro da presa com maior facilidade.

Ah, o seu faro é o grande destaque, já que extremamente aguçado e ainda continua sendo, por isso é normal vê-lo por aí varejando tudo que encontra.

Mesmo sendo da França, a sua aprimoração genética como conhecemos hoje foi realizada na Inglaterra no século 16.

Contudo, foi em 1935 que essa raça foi reconhecida oficialmente pelo American Kennel Club (AKC).

Características do Basset

Não é tão difícil reconhecer um Basset, mas muitas vezes ele é confundido com algumas outras raças, como é o caso do Dachshund.

Dentro desse contexto, é preciso estar a par das características desse bichinho para que não haja confusões.

Cores

Segundo a AKC o padrão de cor oficial desse animal envolvem preto, branco, marrom e caramelo.

Existem casos que o mesmo cachorro apresenta várias cores na composição do seu pelo.

Pelagem

A pelagem do Hound é bem curta e de aspecto duro.

No entanto, mesmo com essa características eles são conhecidas por soltarem bastante pelo.

Dentro dessa realidade, não são ideias para as pessoas que sofrem com problemas respiratórios ou alergias, por exemplo.

Temperamento

O Basset é um cão bastante inteligente, que consegue manipular seu dono com suas feições tristonhas para ganhar carinho e atenção.

Além disso, ele gosta bastante de agradar, sendo muito apegado aos donos.

Desse modo, não pode ser deixado por longos períodos de tempo sozinho, já que não se dar muito bem com a solidão.

Essa também é uma raça de cachorros bem humorados, que amam brincar.

Um dos seus hobbys preferidos são as brincadeiras de pique e esconde, adivinha o motivo? Assim ele comece colocar o faro para trabalhar.

Comportamento

Todo esse temperamento resultada em um comportamento bastante calmo.

Por esse motivo, ele consegue se dar muito bem com crianças, idosos, outros cachorros e desconhecidos.

Ou seja, ele consegue fazer amizade com todo mundo e não é preciso se preocupar com as suas interações.

Mesmo sendo calmo, na fase de filhote é bem comum que o Basset se torna um pouco agitado.

Entretanto, conforme a idade vai chegando, ele vai se tornando mais devagar, mas isso não significa que ele não goste de brincar e se exercitar.

Cuidados com o Basset

Para garantir que esse animal de estimação fique bem e saudável, é preciso adotar alguns cuidados. Veja abaixo!

Banhos

Um banho a cada 15 dias é preciso se o seu cãozinho vive em uma casa muito grande com quintal.

Em contrapartida, se você reside em um apartamento, banhos uma vez por mês já é mais que suficiente.

Atividades físicas

A prática de atividade física de baixa intensidade é importante para esse animal.

Sendo assim, leve-o para passear em parques ou brinque um pouco com ele dentro de casa mesmo, mas sem exagerar.

Face

Esse é um cão que costuma babar bastante, logo você precisa limpar a face dele com frequência.

Para isso, utilize água natural, soro fisiológico ou alguma locação que o veterinário recomendar.

Pelos

Como dito, os pelos do Basset caem bastante, então existe a necessidade da escovação uma vez na semana.

Isso porque, através dessa prática é possível remover os pelos mortos.

Orelhas

Caracterizado por orelhas grandes que se arrastam no chão, acabam ficando suscetíveis a sujeiras e machucados.

Portanto, fique atento e não esqueça de sempre monitorar essa região do corpo do seu animal.

Saúde

Alguns problemas de saúde costuma ser bem comum para essa raça de cachorro.

Estômago

A ingestão de alimentos em excesso ou água pode ocasionar a torção gástrica.

Então, sempre é recomendado atenção no momento da alimentação desse cão.

Tireoide

O hipotireoidismo é bem comum nessa raça e se caracteriza por pedal de pelo e manchas pretas na pele.

Preço

Com certeza você já deve estar apaixonado pelo Basset, não é mesmo? Assim, saiba que esse cachorro custa entre R$ 600,00 a R$ 2.500,00.

Logo, antes de decidir onde comprar um Basset, não se esqueça de pesquisar bastante.

Curiosidades do Basset

Algumas curiosidades envolvem essa raça:

Sherlock Homes – o detetive mais famoso tem um Basset como companheiro;

Personagem Droppy – Droppy é um personagem de Tom & Jerry que é um Basset também.

Conclusão

Esse cão é perfeito por diversos aspectos, como você já deve ter percebido.

Assim, se você busca inteligência, companheirismo e diversão, o Basset é ideal.